Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Fávaro diz que região de AF é a que mais crescerá em MT
20:05   23 de Fevereiro, 2018
c34939c633f2ae11f743a4b138e5737a.jpg

Reportagem
 Mato Grosso do Norte

O vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro (PSD) que esteve em Alta Floresta nesta quarta-feira, para apresentar o programa do governo federal ‘Internet para todos, em entrevista à imprensa, disse que a região de Alta Floresta é a que mais crescerá em Mato Grosso. 
Segundo ele, Mato Grosso estava de costa para o desenvolvimento, mas inverteu esta situação com a obra da BR-163, que permite o escoamento da produção com competitividade pelos portos do Estado do Pará. Em 2017, conforme ele, 15 milhões de toneladas de soja foram transportada pela BR-163 e exportadas através dos portos de Santarém e Miritituba. 
Alta Floresta está apenas a 150 quilômetros da BR-163. No entanto, Fávaro reconhece que falta a ligação por asfalto das rodovias MT 208 e 419 para a região ter uma logística estruturada e eficiente.
“Não basta apenas a soja chegar na região para acontecer o desenvolvimento. É precisa ter estradas para ela sair. Não existe nada que traga mais competitividade do que a logística rodoviária. Ainda precisa fazer esta ligação com a BR-163 e a construção da ponte do Rio Teles Pires”, observa. 
Apesar de dizer que ‘acredita e está esperançoso que as obras de construção da ponte no Teles Pires e o asfalto na 208 e 419 possam acontecer, o vice-governador se esquivou de dar um prazo para o início das obras.
Segundo ele, o governo publicou uma lei para o recurso do Fethab ter finalidade especifica para obras de rodovias. Com isso, a arrecadação do imposto poderá ser usado para fazer o asfalto que liga a região à BR-163. 
“Só teremos estradas se o dinheiro do Fethab for usado para esta finalidade. Temos também o programa Mais Concreto destinado a construção de pontes e que são R$ 400 milhões para serem investidos. Estas obras estão na agenda do governo”, disse.  
Saúde- Sobre a saúde em Mato Grosso, o vice-governador disse que nem ele e nem um cidadão está contente e que o governo não conseguiu acertar e resolver o problema.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte