Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Mais
12:22   26 de Fevereiro, 2018

SUSPEITO
A Procuradoria-Geral da República está investigando o deputado Romoaldo Júnior por suposta lavagem do dinheiro recebido através da propina. A procuradora-geral, Raquel Dodge, suspeita que Romoaldo teria “lavado” os valores através de doações feitas à Maria Aparecida Gonçalves, com quem ele teve um relacionamento e uma filha. Na Operação Malebolge, no apartamento de Maria Aparecida, foram encontrados declarações de imposto de renda, dos anos de 2015 e 2016, com doações anuais em favor dela, no valor de R$ 300 mil cada, feitas pelo parlamentar.   Para a procuradora, os valores coincidem com o total supostamente pago por Silval, entre os anos de 2013 e 2014.  

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte