Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Saúde é pauta de reunião entre vereadores
Presidente da Câmara de Alta Floresta mobiliza vereadores da região para discutir solução para a saúde
12:59   09 de Março, 2018
60fcd10bfe74a8bc45fb0425eb149bb7.jpg

Assessoria 
Câmara de Vereadores

O presidente da Câmara Municipal de Alta Floresta, vereador Emerson Machado (PMDB), recebeu no gabinete da presidência, na manhã de quarta-feira, 7, o presidente da Câmara Municipal de Carlinda, vereador Damião de Souza Santos (PDT) e os vereadores Claudinho do Bom Jesus (DEM), Joãozinho do Jornal (PR), Robério (PSDB), Paulo Prado (DEM), Sandra Cristina Costa Evangelista (DEM) e Manoel Miranda (PR) e a secretária executiva do Consórcio Intermunicipal de Saúde Alto Tapajós, Lenir Jerônimo, para tratar sobre o Hospital Regional de Alta Floresta que não está recebendo os repasses do Governo do Estado e não consegue manter o atendimento à população.
O presidente da Câmara de Carlinda disse que os usuários do sistema público de saúde precisam desse atendimento. “Temos que buscar alternativas. É inaceitável a situação que se encontra o Hospital Regional de Alta Floresta e os repasses para os municípios. Isso não pode acontecer, ainda mais se tratando de saúde pública”, reclamou Damião de Souza Santos.
O preside da Câmara de Alta Floresta lembrou que já foi a Cuiabá várias vezes cobrar do governo a solução para o pagamento da dívida com o município e com o Hospital Regional. Emerson disse ainda que a preocupação é com a falta de atendimento para a população.
“Estamos preocupados com o Hospital Regional. Estamos vendo a sociedade sofrendo porque o Hospital Regional não está fazendo o atendimento que é preciso devido. Já tivemos várias reuniões com o governo, com deputados, com o prefeito e o governo sempre nos falando que vai fazer o repasse, porém, não faz”, observou.
 “Vamos fazer uma grande reunião, uma grande audiência pública em Alta Floresta, com toda a sociedade organizada, com os vereadores desses municípios, com a promotoria, para irmos à capital fazer uma cobrança diferenciada ao governo, porque da maneira que está não podemos aceitar”, afirmou Emerson.
Outra proposta também é solicitar ao Ministério Público Estadual que interceda e se for o caso, bloqueie recursos do Estado para assegurar os repasses para Alta Floresta e aos demais municípios. “Espero que dê certo, que a sociedade participe, já convido de antemão toda sociedade para participar dessa reunião”, convidou Emerson Machado.
O vereador Paulo Prado (DEM) achou certa a decisão das câmaras municipais se unirem para cobrar o direito da população de ter acesso ao atendimento na saúde. “Depois da audiência iremos à Cuiabá cobrar o governador. Esta situação no hospital regional tem que ser resolvida”, afirmou

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte