Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Grêmio vence Gre-Nal no Beira-Rio
Luan brilha no primeiro tempo com dois gols, Inter diminui logo no início do segundo com Rodrigo Dourado, mas não consegue empate
12:39   12 de Março, 2018
775b646c57a6ceb415b79074bcdb9e15.jpg

Trezentos e setenta e três dias depois, o Gre-Nal voltou ao cotidiano dos gaúchos com tudo aquilo que se espera dele. Teve confusão, substituição de árbitro, emoção e muito futebol. Com cada time melhor em um tempo, saiu vitorioso aquele que aproveitou mais as chances. Assim, Luan marcou duas vezes e deu a vitória ao Grêmio por 2 a 1 na tarde deste domingo em pleno Beira-Rio, em duelo adiado da sexta rodada do Gauchão. Rodrigo Dourado fez para o Inter.

Ameaçado de ficar fora das quartas de final, o Grêmio confirmou o avanço na competição com a vitória. Terminou em sexto lugar, com 16 pontos. De quebra, o Tricolor tirou o maior rival da liderança. O Inter ficou nos 18 e caiu para terceiro. Ou seja, pela formatação dos confrontos, as duas equipes voltarão a medir forças na próxima fase, com a primeira partida na Arena e a segunda no Beira-Rio. Mais uma vez não haverá Gre-Nal na final do Gauchão.

Os tricolores mandaram em campo e fizeram o que bem entenderam. Luan mostrou a razão de ser o melhor jogador da América. O camisa 7 passou pela marcação quando quis e distribuiu passes – em dois deles, Jael e Everton erraram na cara do gol. A marcação do Inter, aliás, deixou o Tricolor chegar aos gols.

Aos 24 minutos, Jaílson encontrou Cortez livre. O lateral-esquerdo cruzou para Luan, que estufou as redes Marcelo Lomba. Dois minutos depois, em mais um erro do sistema defensivo, Víctor Cuesta atropelou Everton dentro da área. Pênalti. Luan bateu e ampliou. Perdido em campo, o Colorado apelou para faltas e tentou intimidar os gremistas, mas sem sucesso.

Odair Hellmann decidiu mudar no intervalo. Sacou Dudu, envolvido pelo lado direito de defesa, e colocou Gabriel Dias. Edenílson foi para a lateral. Logo aos dois minutos, D’Alessandro cobrou escanteio e Rodrigo Dourado testou para diminuir. O Inter incendiou o jogo e inverteu toda a lógica do primeiro tempo. Mas o empate não veio. Roger, Nico López e D’Alessandro tiveram boas oportunidades.

O Grêmio soube aproveitar o lado esquerdo de ataque para superar o Inter no Beira-Rio. E ainda contou com o brilho do Rei da América para construir os gols. Com o domínio da partida, abriu o placar aos 24 minutos, quando Jailson lançou Bruno Cortez, e o lateral cruzou rasteiro para Luan sair às costas de Iago e encostar para o gol. O caminho era tão evidente que, três minutos depois, foi a vez de Maicon encontrar Everton novamente pela esquerda. O atacante passou por cima de Klaus e só parou com um carrinho de concurso de Cuesta.

Pênalti. Luan deslocou Lomba e fez o segundo dele.Com o setor defensivo envolvido pelo lado direito em todo primeiro tempo, Odair Hellmann se viu obrigado a mudar. Tirou Dudu, de má atuação, e colocou Gabriel Dias. O volante Edenílson desceu para atuar na lateral. Foi como mudar da água para o vinho. O Inter diminuiu logo aos dois minutos, com Rodrigo Dourado, completando cobrança de escanteio de D’Alessandro.

 Se o Gre-Nal ainda estava no banho-maria, os capitães trataram logo de colocar o ingrediente que faltava para apimentar o jogo. No sorteio do cara e coroa, D’Alessandro e Maicon se estranharam e trocaram algumas “gentilezas”. Precisaram da intervenção da arbitragem para acalmar os ânimos. Algo inédito na história do clássico.

Já aos 49 minutos do segundo tempo, irritado com as decisões da arbitragem, o técnico colorado foi expulso de campo por Jonathan Pinheiro. Ele chegou a ficar cara a cara com o homem do apito antes de deixar o campo. E ainda soltou cobras e lagartos para outro membro da federação gaúcha à beira do gramado.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte