Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vereador Elói diz que ex-secretário Adonis Pacheco sucateou a saúde
Ficaram 7 meses sem repasse para o Consórcio de Saúde e R$ 400 mil deixaram de ser recolhido ao IPREAF
13:14   16 de Março, 2018
96c5d3c0100155e76e8f021277d861fe.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

O vereador Elói Crestani (MDB), afirmou que o ex-secretário de Saúde do município de Alta Floresta, Adonis Pacheco, apesar de ter saído sobre aplausos de determinadas pessoas da administração, contribuiu para acentuar a crise na pasta da Saúde.
Conforme Elói, Adonis deixou uma dívida de 7 meses sem o pagamento do Consórcio de Saúde e deixou de recolher para o IPREAF- Previdência dos Servidores do Município, R$ 400 mil reais. A dívida do município com o Consorcio está acarretando em grandes transtornos para os pacientes. O município de Alta Floresta paga R$ 50 mil por mês para o consórcio de Saúde.  
“Ainda tem gente capaz de elogiar quem causa um prejuízo deste ao município. Hoje, a população de Alta Floresta não tem direito a fazer exames e nem consultas pelo consórcio de Saúde, porque o município tem uma está dívida. Enquanto isto, os moradores das outras cidades tem este direito porque as outras prefeitura estão pagando”, observou.
Sobre os recursos não repassados para o IPREAF, Elói observa que o valor é descontado em folha do servidor, mas não foi recolhido, o que é considerado uma irregularidade grave. “É uma situação grave que a prefeitura terá que pagar. Mas é importante saber porque o repasse não foi feito, assim como o pagamento do Consórcio de Saúde”, disse Elói.
Faixa - apesar de ser da base do prefeito Asiel Bezerra, o peemedebista classificou como vergonhosa as pinturas nas faixas de pedestres e na sinalização das ruas da cidade. “A pintura está sendo feita em cima do asfalto sujo, dentro dos buracos e é um serviço sem qualidade. Não entendo porque não arrumar primeiros os buracos para depois fazer a pinturas das faixas?”, protestou o vereador.
De acordo com Elói crestani, a população de Alta Floresta está desestimulada com a situação de abandono em que se encontra a cidade. 
“O povo não sabe em quem acreditar. Eu peço socorro a algum deputado que goste de Alta Floresta, que ajude o nosso município, porque não sabemos mais a quem recorrer. Que mande recursos de emendas para que possamos fazer um recapeamento no asfalto da cidade, porque a situação está difícil”, suplica o vereador.
Elói pede que o prefeito Asiel Bezerra peça sua licença e se afaste da prefeitura por um período de 90 dias, para tratar de sua saúde. Na sua opinião, neste momento, esta decisão seria melhor para Alta Florestae para o prefeito.
“A vice-prefeita assumindo, ela tem o meu apoio e o apoio da maioria dos vereadores, para fazer o que tem que ser feito para retomar a governabilidade. Se tiver que exonerar secretários, deve fazer pelo bem da população e em defesa dos interesses da Alta Floresta. Ela terá o meu apoio”, reiterou

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte