Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Time do Fluminense vence faz a festa na Taça Rio
Garotada brilha, Flu bate o Botafogo e fica com a Taça Rio
13:26   27 de Março, 2018
229b3c3c3e310ce264b6d506f18fe4a5.jpg

Caio Blois e Felipe Siqueira
 Globo Esporte

Um domingo de sol no Maracanã pede lances de efeito e histórias marcantes. E neste domingo foi assim. Pela final da Taça Rio, o Fluminense assumiu o papel de protagonista e venceu por 3 a 0, com gols de Pedro, Marcos Júnior e Jadson. Os garotos de Xerém deram o título, quase que simbólico, ao Tricolor, que ainda viu Júlio César brilhar e ser aclamado pela torcida diversas vezes.
O técnico Abel Braga atribuiu a vitória do Fluminense por 3 a 0 sobre o Botafogo, na final da Taça Rio, neste domingo, à vontade do time dentro de campo. O treinador lembrou a mudança de esquema em relação à última temporada - passou a atuar no 3-5-2 -, elogiou a equipe alvinegra e salientou que o Tricolor chegou a mais uma partida sem sofrer gols.
O treinador lembrou o caso do volante Richard. Com cartão amarelo, ele correu o risco de ser expulso, mas Abel preferiu mantê-lo até o fim.
- O banco inteiro me dando bronca que não tirei o Richard com amarelo. Não vou tirar, senão vou desmontar o time. Graças a Deus não levou o vermelho.
O Fluminense volta a campo na próxima quinta-feira, às 21h (de Brasília). O Tricolor vai enfrentar o Vasco na semifinal do Campeonato Carioca.
O título da Taça Rio conquistado pelo Fluminense neste domingo teve muito a ver com a postura dos jogadores. Esta foi a linha adotada pelo técnico Abel Braga após a vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo. Ele elogiou a amizade e a confiança presentes no elenco.
- A grande coisa desse time é que a gente coloca na cabeça um sonho. Não é assim ir para o campo. Se tiver medo, cara, é meio caminho para trás. Pensamos sempre positivo. Quantos gols poderíamos ter feito no primeiro tempo? Está legal por isso. Essa amizade que existe entre todos nós acontece em campo, uma superação incrível - afirmou Abel.
“Vitória da alma. Estamos competindo. Não nos achamos superiores a ninguém. Respeitamos todos. Mas para ganhar da gente tem que correr, pelo menos, igual. Temos nos superado. A alma está sempre em primeiro lugar.Não vou falar em vantagem com eles. Eles sabem que o jogo começa 0 a 0. Se empatar, eles passam. Do outro lado estará um time muito bom, com grande treinador. Empatamos com eles outro dia. Se entramos pensando no empate, teremos problemas. É surpreendente. Essa equipe não perdeu na Taça Rio. Time titular não perdeu no Carioca. Equipe depende de encaixe. Com coletivo forte, se tivermos dois ou três em um momento bom, nos superamos”, disse o técnico.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte