Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Prefeitura de Alta Floresta vai recuperar 6 máquinas 5 caminhões
Segundo o secretário Elói, prefeita pediu urgência ao setor de finanças
12:04   18 de Abril, 2018
1326a063d478dfbc1e4d8bd838206363.jpg

José Vieira do Nascimento
editor Mato Grosso do Norte
 
O secretários de Obras da prefeitura de Alta Floresta, Elói Almeida, afirmou em entrevista à Mato Grosso do Norte, que a prefeita Marinéia Munhoz (PSD) determinou que a secretaria de Finanças adote as providências financeiras para que sejam reformados, o quanto antes,  5 caminhões e 6 máquinas. 
Conforme ele, além dos caminhões serão recuperados uma PC, duas patrolas, duas pá- carregadeiras e um trator de esteira D-50. “Já foi feito o memorando para a compra das peças pelo setor de frotas da prefeitura.
“A prefeita pediu agilidade na compra das peças e o secretário de Finanças, Creomar Camilo, disse que tem condições de disponibilizar os recursos. Mas é um processo que demanda um certo tempo por causas dos procedimentos que tem quer ser feitos para concretizar a compra. Acredito que num prazo de 60 dias as máquinas e os caminhões já devem estar prontos”, avalia Elói.
Segundo Elói, a prefeitura irá investir cerca de R$  450 mil para deixar os caminhões e as máquinas funcionando. Ele considera que o investimento é compensativo porque, apesar de usadas, são máquinas seminovas, com média de 10 anos de uso, que vão aguentar realizar muitos serviços.
 Elói disse que espera que o setor de Finanças atenda a determinação da prefeita e agilize o processo para a aquisição das peças o mais rápido possível. “O secretário disse que é possível fazer e é preciso que os setores da administração entendam a situação, que requer urgência, e a prioridade com que deve ser tratada esta questão. Quando as determinações não são cumpridas, as consequências geralmente recaem sobre a população, que precisa de atendimento”, pontua.
Caminhões de coleta- Os caminhões de coleta de lixo, segundo o secretário, não estão incluídos nos que vão ser reformados, porque a prefeitura irá comprar em breve, três caminhões para este serviço. Com isto, ele disse que já conversou com a prefeita para os quatros caminhões que a prefeitura tem atualmente, que estão sucateados, sejam recolhidos para reforma.
“Hoje temos que fazer a coleta com uma pá-carregadeira e um caminhão basculhante, porque os quatro caminhões estão com problemas. Mas acredito que quando chegar os três caminhões novos, poderemos reformar os quatro e ficaremos com uma frota de 7 caminhões para a coleta de lixo”, explicou Elói.
Buracos – Sobre os buracos nas ruas da cidade, o secretário de Obras pontua que está fazendo a operação tapa buracos, mas reconhece que a ação é paliativa e não será uma solução duradoura. “Perde muito. Às vezes fazemos o trabalho cedo e a tarde chove e fica a metade perdido”, frisa.
Todavia, Elói acentua que o problema nas ruas de Alta Floresta só irá ser resolvido ser for feito uma recapeamento completo, com tratamento superficial da pista, usando RR-2C, pedrisco limpo e pó de pedra. 
“Após a operação tapa buraco aplica-se estes materiais para vedar o asfalto. É o que foi feito no trecho da avenida Mato Grosso, antes da ponte. Se fizer assim, vai resolver!”, garante.
Segundo ele, o prefeito licenciado, Asiel Bezerra, assinou um convênio de R$ 2 milhões para fazer o recapeamento da cidade. Porém, se este valor for liberado, dará para fazer somente as parte mais críticas. “Hoje, 50% de Alta Floresta é pavimentado e 40% está precisando de recuperação”, enfatiza.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte