Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Sono na altitude em CT a nível do mar: Erica Sena usa a tecnologia por pódio no Mundial
Brasileira dorme em câmara hipóxica durante camping em Centro de Alto Rendimento espanhol
13:44   27 de Abril, 2018 - Fonte: G1
854970d4a4f946b2d5fab7de2b34ed15.jpg
Foto: Helena Rebello

Noites dormidas na altitude, treinos a nível do mar. Essa é a rotina de Erica Sena, dona do melhor resultado da história da marcha atlética do Brasil, na reta final da preparação para o Mundial da modalidade, no início de maio. O segredo não está em viagens diárias, mas no investimento em uma tecnologia durante o período de treinos no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Sant Cugat del Vallès, na província espanhola de Barcelona, onde faz um camping ao longo de todo mês de abril.

Construído para dar um salto de qualidade na delegação do país para os Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, o CAR tem uma estrutura imponente, capaz de receber atletas de até 30 esportes diferentes, olímpicos ou não. O atletismo está entre eles. Esta é a segunda vez que Erica e o marido-técnico Andrés Chocho fazem uso do local através de uma parceria costurada pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Além da ótima pista e de facilidades como recuperação física, hidromassagem e fisioterapia, o centro conta com câmaras hipóxicas para hospedagem dos atletas. São ambientes em que é possível controlar condições atmosféricas e diminuir a concentração de oxigênio, aumentando a produção de glóbulos vermelhos no sangue - condição excelente para atletas que disputam provas de resistência, como é o caso da marcha.

Apesar de as cabanas hipóxicas do CAR ficarem praticamente ao lado da pista de atletismo, Erica e Andrés preferiram se hospedar em outro quarto, mais próximo do refeitório e dos demais serviços que usam no local. Assim, alugaram um equipamento que rodeia apenas a cama em que dormem. Parece uma bolha, uma cabana de camping. Quando acorda, Erica tem condições físicas melhores do que se dormisse e treinasse tanto a nível do mar quanto se fizesse tudo na altitude.

O trabalho em Barcelona é a fase final da preparação para o Campeonato Mundial de Marcha Atlética. Erica é o principal nome da equipe e vai competir nos 20km. Na mesma distância o país também será representado no masculino por Moacir Zimmermann e José Bernardo Bagio, enquanto Nair da Rosa compete nos 50km feminino. A equipe fica completa com Matheus Gabriel, que disputa os 10km na categoria sub-20. Medalhista no Mundial de Londres, Caio Bonfim pediu dispensa por ter uma lesão no pé.

Erica chega embalada principalmente por um 2017 em alto nível. Foi campeã do Circuito Mundial de Marcha e quarta no Mundial de Londres. Nesta temporada já competiu TRES VEZES, tendo enfrentado algumas das principais adversárias internacionais. Em Taicang, na China, onde será o Mundial, sabe que terá pedreira pela frente.

Diferentemente dos Mundiais de Atletismo e Olimpíadas, o número de atletas por país pode chegar a cinco, aumentando o número de inscritas de países tradicionais na prova, como a própria China. Mesmo com a maior concorrência, a brasileira acredita que tem condições de brigar por pódio e voltar para casa com uma medalha.

ASPAS MUNDIAL

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte