Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vereador diz que governador faz chacota
Vereador Luiz Carlos disse que Pedro Taques tratou com chacota representantes políticos de Alta Floresta
12:27   09 de Maio, 2018
ddf3753b2cf04e4e38a58e8e6eb8e09b.jpg

José vieira do Nascimento
Editor MT do Norte

O governador Pedro Taques (PSDB) vem sendo criticado pelos vereadores de Alta Floresta, que o acusam de ter abandonado o município em questões elementares, principalmente com relação a saúde.

Na semana passada, a direção do Hospital Regional de Alta Floresta, comunicou à Câmara Municipal que o mesmo deixaria de atender no dia 7, o Pronto Atendimento para cumprir um decreto do governo estadual. Após uma reunião com o deputado Romoaldo Junior (MDB), que telefonou para o governador, Taques teria prorrogado por 90 dias o encerramento de serviço.
Todavia, no mesmo dia 7 de março, o hospital fechou o Pronto Atendimento. A decisão causou revolta e foi a principal questão abordada pelos vereadores na sessão desta terça-feira, 8. 
A maior revolta dos vereadores é com a dívida que o estado tem com o município, que somadas as áreas de saúde, Educação e Fethab, chega ao valor de R$ 2 milhões, 713 mil. Somente na Saúde, o governo Estadual deve em repasses atrasados, dos anos de 2016, 2017 e 2018, R$ 1 milhão, 361 mil. E, conforme informações da secretaria de saúde, há 5 meses que o governo estadual não faz o repasse do recurso do Transporte escolar.
Para o vereador Luiz Carlos, o governador Pedro Taques está fazendo chacota com os representantes políticos do município, ao afirmar que o fechamento do Pronto Atendimento seria prorrogado por 90 dias, mas fechou o serviço no prazo determinado anteriormente pela direção do hospital. Ou seja, 7 de março.
“O governador fez chacota com os vereadores, com a prefeita e com o deputado ao afirmar que prorrogaria o serviço no hospital e agora fecha o atendimento. Cada vez mais o município faz o que é de responsabilidade do governo sem receber os recursos. A prefeitura, através do seu jurídico, deveria comprar com mais rigor a reponsabilidade dos governos estadual e federal”, protestou o vereador.
O presidente da Câmara Municipal, Emerson Machado (MDB) questionou quem é que manda no hospital regional de Alta Floresta! Segundo ele, seu diretor, José Marcos, passou por cima da ordem do próprio governador, de prorrogar o atendimento, e deixou de atender a população no dia 7, contrariando o que havia dito Pedro Taques.
O vereador não descarta a possibilidade de conclamar a população para fazer o grande protesto contra o governo na frente do hospital. “O hospital regional não pode e nem deve parar  de atender”, disse o parlamentar.
O líder da prefeita Marinéia Munhoz na Câmara Municipal, Cida Sicuto (PSDB), afirmou que a prefeitura municipal está tomando as providência, com relação a cobrar o que o governo estadual deve para o município no tocante a saúde. 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte