Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Cooperativa compasc recebe caminhão O Km para transporte de maracujá
Cooperativa recebeu um caminhão Ford 1419 em solenidade realizada no sábado na sede da entidade
12:05   14 de Maio, 2018
3bad39610f56a1dbdcc93e9d0b205d9a.jpg

José Vieira do Nascimento
editor MT do Norte

A Cooperativa Mista dos Pequenos Agricultores do Setor Caná- Compasc – de Carlinda, recebeu na manhã de sábado, 12, um caminhão Ford 1419, zero quilômetro, por meio de uma parceria entre Ministério da Integração Nacional, governo de Mato Grosso e prefeitura municipal de Carlinda. 
A solenidade de entrega do veículo aconteceu na sede da Cooperativa no setor Caná e contou com a presença da prefeita Carmem Martines, vereadores Paulo Prado, Luiz Antônio, Joãozinho do Jornal e Sandra, deputado estadual Dilmar Dal’Bosco, ex-secretário de Agricultura do Estado Suelme Fernandes, empresários e cooperados da Compasc.
O presidente da Cooperativa Compasc, Francisco Severino de Oliveira (popular Chiquinho), muito emocionado com a conquista, fez um agradecimento especial a todos os associados da cooperativa, a prefeita de Carlinda, Carmem Martines, ao ex-secretário de Agricultura Suelme e   todas pessoas que acreditam na cooperativa.
O caminhão, que será usado para o transporte da produção de maracujá, segundo Chiquinho, é a realização de um sonho e representa uma grande conquista para os cooperados da Compasc. 

O veículo que a cooperativa usada para transportar a produção era muito antigo e quebrava constantemente. Agora, com o recebimento do novo veículo, a Compasc passa a trabalhar em uma nova realidade, atendendo com eficácia aos seus associados.
“Agradeço aos cooperados e a todas as pessoas que acreditam na cooperativa, pela conquista do caminhão. Essa conquista é uma prova que as coisas não são fáceis, mas são impossíveis”, disse. 
Para o presidente da Compasc, a saída para os pequenos  agricultores, hoje, é o cooperativismo.  Conforme ele, a cooperação, a parceria e a união são os elementos essenciais para superação das dificuldades, fortalece a produção e fazem as coisas acontecerem. “Se este caminhão estivesse aqui há 30 dias, teria transportado 34 toneladas de maracujá. Agradeço ao ex-secretário suelme  que nos ajudou na conquista deste benefício”, frisou.
O ex-secretário Suelme destacou a atuação do presidente da Compasc na conquista do caminhão e pelos resultados obtido a frente da cooperativa. “´É um grande líder e uma referência do cooperativismo de Mato Grosso. Seu trabalho tem favorecido para o fortalecimento da agricultura familiar e Carlinda está se consolidando como polo, onde os pequenos agricultores estão produzindo e melhorando a sua renda”, disse Suelme.
O gerente em exercício do Sicredi, Thiago Napolitano, destacou o grande potencial de crescimento da Compasc e disse que o caminhão veio para ajudar os trabalhos desenvolvidos. Na oportunidade, ele anunciou que o Sicredi está disponibilizando recursos do BNDES, através do Pronaf, para os associados da Compasc adquirir gado de leite de elite, com 3 anos de carência e 4 para pagar. “O sicredi acredita e é parceiro da Compasc”, disse Thiago.
Para a prefeita Carmem Martines, o caminhão para a Compasc é uma importante conquista para Carlinda. “Não podemos esquecer de agradecer a Assembleia Legislativa, o governado estadual e o ex-secretário Suelme, que contemplou Carlinda várias vezes na agricultura Familiar. Em pouco mais de um ano, Carlinda recebeu 2 caminhões, 4 patrulhas mecanizadas, 7 resfriadores de leite. E como representante do povo tem que falar quem lembrou de nós”, disse.
O caminhão, conforme ela, é para o escoamento da produção. Com isto, irá baratear o custo, pois a cooperativa não irá pagar frete e o produto chegará com mais rapidez no comércio porque o caminhão é novo. “É importante destacar a economia que a cooperativa está fazendo. Com isto, terá como investir mais e irá gerar mais renda, gerar empregos na agricultura familiar, fortalecendo a economia do município”, enfatizou a prefeita.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte