Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Presidente Emerson Machado diz que reforma administrativa era necessária
Foram exonerados mais de 15 servidores e vão ser contratados, no máximo 12
12:06   04 de Junho, 2018
8d9088b1f28c1195aefbf86a4d974019.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

A reforma Administrativa aprovada pela Câmara Municipal de Alta Floresta, conforme o presidente do poder Legislativo, Emerson Machado (MDB) foi realizada para reestruturar, organizar e legalizar os cargos existentes na estrutura da Câmara. O projeto foi aprovado na última sessão ordinária. 

Segundo ele, a reforma foi amplamente discutida com o Ministério Público em várias reuniões, com os vereadores, Controladoria da Câmara, jurídico e passou pelas comissões até ser votada em plenário.
“A Câmara fez o que o Ministério Público pediu e a nossa reforma será um exemplo para a prefeitura. Hoje a Câmara está legal, com os cargos certos em cada setor e era necessário fazer esta adequação para a Câmara funcionar melhor, além de ser exigência também do Tribunal de Contas e temos que respeitar estas orientações”, disse. 
Emerson frisa que foi difícil fazer a reforma porque foi obrigado fazer exonerações e vários cargos foram extintos. Com a reforma, 12 cargos foram criados e alguns que estavam com o nome errado, passaram por correção. “Tinham cargos que o servidor era chefe, mas não especificava chefe de quem. E foram estes detalhes que foram corrigidos, seguindo a orientação do Ministério Público”, explico.
O presidente disse que foram exonerados mais de 15 servidores e vão ser contratados, no máximo 12. “Não é que vão ser contratados 12 funcionários. Este é o limite que podemos contratar. Vamos ver com o passar do tempo, se precisa realmente contratar isto tudo”, justifica.
Todavia, Emerson observa que a Câmara terá que conversar novamente com o Ministério Público para contratar pelo menos, mais duas pessoas para a limpeza. Segundo ele, ficaram apenas três servidoras para esta função. Ele avalia que apenas três pessoas não darão conta do trabalho, porque a Câmara é grande.
“Temos os 13 gabinetes, o plenário e diversas salas para serem limpas e este número não é suficiente. Vamos ver como iremos resolver”, disse.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte