Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Empresa que assumirá aeroportos deve garantir investimentos iguais
R$ 500 milhões serão investidos no Marechal Rondon e o restante, R$ 300 milhões, nos demais terminais
12:28   06 de Junho, 2018
bd9c3ae1b977b1f7e214ee00959acaa6.jpg

Carol Sanford
Gcom-MT 

O diretor da Secretaria Nacional da Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann, garantiu que o contrato de concessão dos cinco aeroportos mato-grossenses prevê a obrigação de que a empresa vencedora da licitação invista em todos os terminais, sob pena de receber multa, caso descumpra a determinação.
A garantia foi dada durante videoconferência realizada no Palácio Paiaguás, nesta segunda-feira, 4, em resposta à preocupação externada por representantes dos municípios onde estão localizados os aeroportos a serem leiloados.
Além do Marechal Rondon, os aeroportos dos municípios de Rondonópolis, Sinop, Barra do Garças e Alta Floresta formam o bloco Centro-Oeste e a previsão é de que sejam leiloados até o final deste ano e recebam investimentos de cerca de R$ 800 milhões.
Ronei Glanzmann pontuou que do total, R$ 500 milhões serão investidos no Marechal Rondon e o restante, R$ 300 milhões, nos demais terminais. Ele também disse que a expectativa é que uma empresa internacional assuma a administração dos aeroportos mato-grossenses.
“Dificilmente essa licitação será deserta. De 10 concessões já feitas em aeroportos, oito são operados por empresas internacionais e a expectativa é de que se repita em Mato Grosso. Além disso, essa empresa deverá investir com o mesmo nível de qualidade em todos os terminais, sob pena de ser multada”, afirmou, lembrando que a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) é quem fará a fiscalização.

O governador Pedro Taques asseverou que as concessões são de suma importância para a garantia da qualidade na prestação de serviços dos aeroportos.
“O Estado não tem condições de investir, a União também não está disponibilizando recursos para investimentos. Portanto, a concessão à iniciativa privada é a mais viável e nosso Governo busca esta solução”, disse o governador.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte