Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Prefeita Marinéia destaca conquistas de seus 90 dias de administração
Foi uma época produtiva e conseguimos resolver muitas questões
12:51   29 de Junho, 2018
6629210e66e0d50a02e3d8de604a97e3.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

A prefeita interina de Alta Floresta, Marinéia Munhoz (PSD) que entrega o cargo para o titular na próxima segunda-feira, 2, faz boa avaliação do período em que esteve à frente da administração. 
Na avaliação de secretários e da Câmara de vereadores, as ações fluíram melhor nos três meses em que Neia esteve no comando da prefeitura. Vários ajustes foram feitos com a troca de secretários, o pagamento dos salários dos funcionários, que estavam atrasando há vários meses, foram pagos em dia e muitos problemas que estavam emperrados, foram resolvidos.
 “Consegui fazer muitas coisas na medida do possível e avalio que foi bem produtivo. Tive muito apoio dos secretários e dos servidores”, diz de forma lacônica.  
Se o prefeito Asiel Bezerra irá manter as mudanças que foram feitas, ou se volta a ser o que era antes, com a renomeação de secretários e diretores, ela é leniente. “Não posso responder pelo prefeito, mas acredito que sim. O que fiz foi em comum acordo com ele”, assegura.
Néia relata que durante os três meses que esteve à frente da prefeitura, foi elaborado um projeto pelo executivo municipal e apresentado ao Ministério Público do Trabalho. O município foi contemplado com três vans, no valor de R$ 163 mil. 
Segundo ela, um veículo será destinado ao projeto Nova Chance, para transportar os reeducando, um para a Casa Lar e o terceiro para a secretaria de Saúde. 
Sobre os caminhões de coleta de lixo, ela informa que já foram comprados três veículos. A entrega depende da fábrica, mas um veículo deve ser entregue em 30 dias e 2 em dois meses.
“Conseguimos a liberação de várias emendas importantes para o município. R$ 1 milhão iremos investir na compra de equipamentos para o Centro de Reabilitação, conseguimos R$ 746 mil para asfalto no Jardim das Oliveiras de emenda do deputado federal Vitório Galli e mais uma emenda de R$ 300 mil para o Boa Esperança, do deputado federal Ezequiel Fonseca”, enumera a prefeita.

Porém, Néia ressalta como uma das ações mais importantes dos meses em que ficou na administração municipal, foi o problema das áreas verdes da cidade, que foram vendidas na administração do ex-prefeito Romoaldo Júnior, e que se arrastava nos meandros judiciais há cerca de 10 anos.
“Esta questão era um gargalo e vinha causando transtornos para muitas famílias. Foi feito um acordo com todas as partes envolvidas, como Ministério Público, poder Judiciário, a colonizadora Indeco, os proprietários dos imóveis e a prefeitura, e conseguimos fechar um acordo e resolver. A prefeitura irá fazer um acerto com a Indeco, através de um encontro de contas no que a empresa deve em IPTU para o município. Em no máximo 40 dias, as famílias poderão ter acesso aos documentos”, disse Néia.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte