Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Diretor de Finanças diz que salário é prioridade
Prefeitura vai receber duas quotas extra de FPM
12:07   04 de Julho, 2018
48ee8d6c603ac46e69e8f56594ea6359.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte 

O diretor de Finanças da prefeitura de Alta Floresta, Creomar Camillo, afirmou em entrevista a Mato Grosso do Norte, nesta segunda-feira, que houve uma interpretação errônea sobre nota publicada por Mato Grosso do Norte na edição de sexta-feira, 29/6, quando disse que a prefeita interina teve sorte em ter pago em dia o salário do funcionalismo durante os meses em que esteve à frente da administração.
Conforme ele, o salário do funcionalismo público municipal é uma prioridade da administração, independente de quem seja o prefeito.  E no momento em que a vice-prefeita assumiu, houve incremento na arrecadação, o que contribuiu para que os pagamento fossem feitos regularmente. 
“Meu objetivo foi explicar porque a prefeitura não estava pagando em dia e, ao assumir, a prefeita interina começou a pagar na data. Ao dizer que ela teve sorte, me referi ao aumento na arrecadação que coincidiu com a data em que ela assumiu a administração. A prefeitura começou a arrecadar IPTU, fizemos uma campanha para arrecadar Alvará e o repasse de FPM- Fundo de Participação dos Municípios- também aumentou. O prefeito Asiel não vinha pagando porque não estava sendo possível. E com um maior fluxo de caixa, a prefeita interina começou pagar”, explicou Creomar.
Conforme ele, a meta da administração é fazer o possível para pagar os salários em dia nos meses de agosto e setembro, mesmo com uma previsão de queda na arrecadação. A boa notícia, segundo o diretor de Finanças, é que o município vai receber duas quotas extras no percentual de 1% do valor do FPM, sendo uma agora no mês de julho e a outra em dezembro, de aproximadamente R$ 1 milhão.
“Esses recursos virão em boa hora e vão ajudar a prefeitura a manter as contas em dia, principalmente o pagamento do salário dos servidores. Salário é nossa prioridade. A determinação do prefeito é que o pagamento seja feito em dia e faremos o possível para manter a folha, rigorosamente, em dia”, assegura.
Creomar aproveitou para tranquilizar os servidores e assegurou que, caso haja atraso na folha de determinadas secretarias, o pagamento não extrapolará a data do dia 10 de cada mês. “Nesta data a prefeitura tem um repasse de FPM e o usará para pagar a folha, isto se por ventura vier acontecer queda acentuada na arrecadação”, enfatiza Creomar.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte