Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Prefeita de Juara tem mandato cassado pela Câmara
Defesa da prefeita Luciane Bezerra (PSB) solicitou que fossem lidas as 7 mil páginas da documentação produzida por uma CPI. Sessão extraordinária começou na quinta-feira
17:13   07 de Julho, 2018
d036ef476947c670c0f41e22bc9023fb.jpg

Arthur Santos da Silva, repórter do GD

 

A prefeita de Juara (708 Km a Médio-norte), Luciane Bezerra (PSB), foi cassada pela Câmara de Vereadores. A votação terminou por volta das 0h30 deste sábado (7), em uma sessão extraordinária da Câmara.

Respeitando pedido da prefeita, a Câmara realizou a leitura do processo em sua íntegra, com mais de 7 mil páginas. Assim a sessão durou mais de 30 horas. A vereadora Marta Dalpiaz foi a primeira a iniciar a leitura e depois os parlamentares se revezavam.

Depois da leitura, colheu-se fala da defesa da prefeita, com tempo de duas horas, a justificativa do voto de cada parlamentar, e, por fim, ocorreu a votação do relatório da Comissão Processante. Vários populares acompanharam a sessão

A Sessão Extraordinária da Câmara de Vereadores teve início às 14h00 de quinta-feira, dia 05 de julho. Luciane Bezerra era acusada de fraude em licitações com dispensa, tomadas de preços e cartas convites referentes a 2017, além do não atendimento a requisições feitas pelo Ministério Público e pela Câmara, possíveis irregularidades na contratação da empresa Cosmotron Construtora, Saneamento e Tecnologia e um suposto desvio de R$ 130 mil.

A Polícia Militar acompanha a sessão. Cada vereador deve votar o relatório e se justificar. Na ocasião, a prefeira ou representante dela pode se defender das acusações.

Caso 2/3 dos vereadores, ou seja, 6 parlamentares, forem favoráveis ao relatório da CPI, a prefeita terá o mandato cassado. Os vereadores empossaram o vice Carlos Sirena (PSDB) como o novo prefeito de Juara.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte