Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Câmara municipal de Guarantã do Norte quer criar Arquivo Público
Arquivo Público de Guarantã do Norte, os servidores irão trabalhar com registros da parte administrativa da Câmara
12:22   09 de Julho, 2018
b29d8502b25f682372b5f074abe2fe86.jpg

Seges-MT 

A Secretaria de Estado de Gestão (Seges), por meio da Superintendência de Arquivo Público de Mato Grosso, recebeu na quarta e quinta-feira, 4 , um grupo de servidores da Câmara Municipal de Guarantã do Norte. Os visitantes, que fazem parte de uma Comissão Permanente de Avaliação de Documentos, observaram todas as atividades realizadas na instituição da capital, para servir de modelo na criação de um Arquivo Público no município do Norte do Estado.

No primeiro dia, os servidores tiveram conhecimento do trabalho desenvolvido no setor de Gestão de Documentos. Temas como o Código de Classificação, Sistema de Protocolo e a Tabela de Temporalidade, que define desde o tempo de guarda até a eliminação de um documento, foram alguns dos assuntos discutidos no auditório do Arquivo Público.
Para Jaqueline Teixeira, as orientações foram fundamentais para desenvolver os procedimentos corretos no Arquivo Público do Legislativo Municipal, que será criado em Guarantã do Norte. Quem também ficou satisfeita foi Raquel Ribeiro, que disse ter gostado muito da visita. “Todos os processos que vimos aqui são necessários em um arquivo e nós iremos colocar em prática no nosso local de trabalho”.
No segundo dia de visita, os servidores foram instruídos sobre a organização do setor de atendimento, um local de pesquisa que também abriga vários tipos documentais como livros, jornais, revistas, microfilme e Diário Oficial. No setor de documentos escritos, aprenderam sobre digitalização, o uso dos equipamentos de proteção, a identificação e descrição adequada que os documentos devem receber e outras medidas que devem ser adotadas.
De acordo com Nabson Nattan, no Arquivo Público de Guarantã do Norte, os servidores irão trabalhar com registros da parte administrativa da Câmara, como balanços, balancetes, documentos de patrimônio, recursos humanos e financeiro. Já na área de produção legislativa, serão recorrentes os requerimentos, projetos de lei, decretos entre outros.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte