Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Festival Gastronômico de Alta Floresta explora os sabores da carne
Festival será realizado de 20 a 22 de julho na praça do Avião
14:07   20 de Julho, 2018
c1cbddaa916dc615edb37df9fa295137.jpg

Assessoria
Sebrae

A 5ª edição do Festival Gastronômico Sabores da Floresta, em Alta Floresta, acontece de 20 a 22 de julho, na Praça do Avião, com 18 empresas apresentando suas artes culinárias.  Com o tema “Carnes do Mato Grosso”, neste ano serão oferecidos pratos elaborados com a maestria dos chefs gourmets da cidade, utilizando o ingrediente acrescido de guarnições à base dos sabores locais, temperadas com o bem receber dos empresários do setor. 
Para completar o jantar, não vão faltar os doces, criados especialmente para a ocasião. São 18 opções inéditas de pratos, que serão comercializadas nos estandes do festival, com preços que variam entre dez e vinte reais, ao som de música ao vivo regional, das 18h às 23h. 
O exercício da criatividade é posto à prova em cada estabelecimento participante, a partir da definição do tema escolhido pelo grupo. Em todas as edições, a prática foi buscar valorizar insumos da floresta amazônica, iguarias genuínas, que fazem a diferença e proporcionam a experiência única de imersão. 
“Buscamos valorizar ao máximo nossas riquezas, elegendo os ingredientes que vão causar impacto na composição dos pratos e no paladar. Essa é a atratividade maior, que faz com que as pessoas daqui e os turistas queiram participar, desfrutar da arte de alimentar-se com o prazer gastronômico”, relata a presidente da Associação dos Empresários da Gastronomia de Alta Floresta- AEGAF, Leana Reis, que neste ano apresenta o prato Costelinha Reis, feito com costelinha suína no barbecue de araçá boi, purê de maçã e chip de mandioca.  

Jaime Barella optou em criar o Entrevero de Carnes. Já Ivani Rocha Carvalho, apostou na carne de peixe, preparando o Peixe Desfiado na Caixinha, elaborado a partir de jundiara com legumes e castanha e salada tropical com molho de jabuticaba. Para sobremesa, Nilza Brum preparou a Doce Floresta, churros de goiabada com sorvete de queijo e geleia de goiaba. 
São esperados cerca de sete mil participantes e a cada ano, o festival vem ganhando espaço e o respeito da população. 
 “É um evento consolidado, liderado pelos empresários que trabalham de forma associativa, oferecendo ambiente familiar, comida boa, organização impecável”, descreve Alexandre Cardoso Cavalcanti, gerente do Sebrae de Alta Floresta, enfatizando ainda as vantagens do evento.
 “Além de fomentar o turismo no município, elevar a autoestima da população, o festival serve também para aguçar a inovação e a criatividade nos empresários, pois a cada ano, têm o desafio de pesquisar insumos, combinações, sabores e design no preparo dos pratos a serem oferecidos. Também se exercitam no trabalho colaborativo, experimentando a força do coletivo, que prevalece sobre o individualismo e isso é a governança necessária para o desenvolvimento de um setor”. 
Gastronomia como atração turística- Pesquisa do Ministério do Turismo, realizada em 2012, mostra que os gastos com alimentação estão entre as principais despesas dos turistas brasileiros, atrás apenas do transporte.  É cada vez maior o número de turistas que saem em busca da  boa experiência gastronômica nos mais de 200 festivais gastronômicos  realizados no país, todos os anos, em todas as regiões, misturando arte, ingredientes tradicionais e exóticos. 
A variedade de sabores e de novos chefs de cozinha aumenta ainda mais o apelo turístico de alguns destinos brasileiros. A gastronomia brasileira é considerada muito boa para 89% dos turistas brasileiros e 97% dos estrangeiros, de acordo com um estudo do Ministério do Turismo. 
“A gastronomia é uma das bases da estrutura do turismo para o lazer e para o negócio”, explica o diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, José Francisco Lopes, responsável pelos dados. "Outra boa notícia é que a vocação gastronômica de boa parte as cidades só agora começam a ser incorporada aos destinos. Ainda há muito a se conhecer". 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte