Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Faculdade de Matupá terá em breve cursos de Direito e Agronomia
Avaliação do MEC deu Conceito 5 no Curso de Engenharia Agronômica e 4 para o Curso de Bacharelado em Direito
15:13   20 de Julho, 2018 - Fonte: Foto: Robson Almeida
729546fe8370acae4e9b4c0cb4c19345.jpg

Edeir Júnior
Notícia VIP

Prefeito Valtinho Miotto falou, em entrevista esta semana, sobre a abertura de um estabelecimento de ensino superior no município de Matupá, um dos maiores compromissos assumidos em campanha pelo gestor que está em seu quarto mandato eletivo.
Miotto relatou que desde 2013 vem fazendo visitas e mantendo contato com faculdades públicas e privadas de Mato Grosso e de outros Estados, a fim de viabilizar a implantação de uma universidade na cidade.
Para ele, o município dispõe de índice populacional, potencialidades em diversos setores da economia, localização geográfica estratégica, oportunidades no mercado de trabalho para uma gama de atividades profissionais, infraestrutura urbanística e de logística planejada, que consagram Matupá como sendo um grande polo regional de desenvolvimento do Portal da Amazônia.
Em 2017 a administração municipal iniciou conversação com um Grupo Empresarial que atua há muitos anos na oferta de cursos superiores presenciais, e que tornou-se um referencial no norte de Mato Grosso, sendo merecedor de Prêmio e Reconhecimento Nacional, que a faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte, que tem a frente os empresários Cássio Trizzi e Fabiana Varanda. A instituição demonstrou extremo interesse na implantação da universidade em Matupá. A partir daí foram feitas as gestões necessárias para viabilizar o projeto educacional – sonho dos estudantes Matupaenses e dos municípios circunvizinhos.
No período de dezembro de 2017, maio e junho de 2018, três Comissões Especiais de Avaliação do Ministério da Educação estiveram verificando in loco a documentação, infraestrutura, organização didática-pedagógica e o capital humano da instituição de ensino superior – FAMA / Faculdade de Matupá - interessada no credenciamento e habilitação dos Cursos de Direito e Agronomia.
Na avaliação técnica das Comissões verificou-se o atendimento as Diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) apresentando Conceito 5 no Curso de Engenharia Agronômica e Conceito 4 para o Curso de Bacharelado em Direito – alcançando status de excelente e muito bom.

Dentro do que preceitua a Legislação vigente foi formalizada uma Parceria Público Privada – PPP- entre a Prefeitura Municipal e a Faculdade de Matupá para que a FAMA pudesse ser instalada em um prédio público, nas dependências do antigo Hotel Matupá com o compromisso da instituição mantenedora de ensino superior promover as reformas, adequações, ampliações, aparelhamento, mobiliamento e demais melhorias necessárias em sua estrutura física, que também foi aprovada pelo MEC.
O Prefeito Valtinho Miotto disse que está fazendo gestões para dar celeridade ao processo de publicação no Diário Oficial da União da Portaria de Autorização do MEC para que efetivamente a Faculdade de Matupá possa realizar o Vestibular e posteriormente ofertar e ministrar os Cursos de Direito e Agronomia.
Ele salientou que uma das exigências estabelecidas pela Prefeitura Municipal de Matupá para concessão do espaço físico, diz respeito a disponibilização aos jovens o Financiamento Universitário através do FIES, Bolsas Universitárias FAMA e Financiamento Próprio. A expectativa é de que com aproximadamente dois e três anos de funcionalidade a Faculdade possa oportunizar cerca de 10 novos cursos superiores Autorizados pelo MEC.
“Continuamos nesta luta para que seja publicada a portaria pelo MEC no mais breve período de tempo possível para que tenhamos o vestibular e o início da formação acadêmica dos jovens de Matupá, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Novo Mundo, Nova Guarita, Nova Santa Helena, Itaúba, Terra Nova do Norte, e até de cidades do Sul do Pará. A FAMA já é uma realidade”, comentou o Prefeito Valtinho Miotto.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte