Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Flamengo se sustenta na liderança do brasileiro
Time do Flamengo jogou melhor e mantém a liderança
12:29   23 de Julho, 2018
b6e7271056bea1c227d1fdc141068183.jpg

Agência o Dia

O torcedor que demorou a entrar no Maracanã perdeu os sete minutos que decidiram a vitória de 2 a 0 do Flamengo sobre o Botafogo. Os gols relâmpagos de Matheus Sávio e Lucas Paquetá garantiram o Rubro-Negro na liderança do Brasileiro pela 11ª rodada seguida, com 30 pontos. Com duas derrotas consecutivas, o Alvinegro, com 17, segue em décimo lugar, mas pode ser ultrapassado hoje por Vasco, Fluminense, Vitória e Chapecoense.
Com a liderança ameaçada após a derrota para o São Paulo, o Flamengo iniciou o clássico com uma formação ainda mais ofensiva e ligado em '220 volts'. Fora da posição, o colombiano Uribe substituiu o suspenso Everton Ribeiro. A maior novidade foi a presença de Matheus Sávio no lugar do machucado Marlos.
As críticas à escalação do meia-atacante nas redes sociais, principalmente, antes de a bola rolar, caíram com quatro minutos do clássico, com direito a pedaladas sobre Moisés e um chute com efeito para encobrir Jefferson: 1 a 0.
As críticas a  Matheus Sávio, começavam a viralizar nas redes sociais quando o atônito Botafogo sofreu o segundo gol, três minutos depois. Após cruzamento de Matheus Sávio, a bola sobrou para Paquetá aumentar. Na dividida com o camisa 11, o goleiro Jefferson sofreu uma pancada no rosto e acabou sendo substituído por Saulo, aos 16 minutos.
Da consistente atuação alvinegra contra o Corinthians pouco se viu no Maracanã. A presença de mais um volante (Jean) não foi suficiente para reforçar a marcação e diminuir o espaço para o Flamengo trabalhar a bola. Com o emocional abalado, a equipe demorou a se reencontrar.
E, pelo lado de Moisés, criou as poucas chances para reagir, como na finalização para fora de Kieza. Um retrato da equipe que possui a pior pontaria entre os 20 da Série A do Campeonato Brasileiro.
Com o pé no freio e sonolento, o Flamengo aceitou o domínio alvinegro na volta do intervalo. Em boa jogada, Aguirre assustou Diego Alves no chute rente à trave. Na base do contra-ataque, o Rubro-Negro quase ampliou com Paquetá. Nas duas vezes, Saulo fez boas defesas. Aguirre ainda acabou sendo expulso após uma forte carrinho em Pará numa noite para o torcedor alvinegro esquecer.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte