Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Mais
12:51   03 de Agosto, 2018

JUSTIÇA TARDIA


Somente após quase 8 anos, a justiça reconheceu que houve fraude na ata da convenção da eleição de 2010, quando o atual governador Pedro Taques, então no PDT, se candidatou ao Senado. José Medeiros, que supostamente com a inversão na ordem dos nomes ficou na primeira suplência, assumiu uma vaga que por direito não era sua, mas sim do empresário Paulo Fiúza. O lamentável que não há como corrigir a injustiça sofrida por Fiúza, que deixou de ocupar a vaga no Senado por três anos e 7 meses. José Medeiros que perdeu os direitos políticos por 8 anos, na verdade deveria também cumprir pena para pagar pelo seu suposto erro.  

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte