Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Feira Livre de Alta Floresta comemora 34 anos
Feira foi inaugurada em 1984 e hoje abriga 142 feirantes
13:44   03 de Agosto, 2018
c5ed755691e4ea1a9f073c00ef3d9214.jpg

Reportagem/ Mato Grosso do Norte

A Feira Livre Municipal de Alta Floresta está completando 34 anos nesta sexta-feira e um jantar, regado a churrasco e refrigerante, irá acontecer para que as 42 famílias que trabalham no local possam confraternizar e celebrar a data.

A feira foi inaugurada em 1984 e antes funcionava onde hoje está a praça do avião. No espaço atual, já são 17 anos. O presidente da Associação dos Feirantes, Juscelino Gomes Pinheiro da Silva, disse ‘que 34 anos não são 34 dias’. Por isso a importância de reunir os feirantes para comemorar a agradecer.

“Vamos fazer um jantar para os feirantes e suas famílias para comemorar. A feira é muito importante para a cidade, principalmente no apoio aos pequenos produtores. Se não tivesse a feira, muitos agricultores, não teriam onde trabalhar e comercializar seus produtos e ganhar o seu sustento. Ele tema sua banca e vende seu próprio produto”, acentua Juscelino.

A estrutura da feira, segundo o presidente da Associação, está boa, apesar de ter algumas reforma para ser feita. No entanto, o que é necessário mesmo, segundo ele, é a ampliação do Espaço, com a construção de um novo barracão.

“A feira está pequena. O que precisamos é de um barracão novo. Não cabe mais o povo aqui dentro deste espaço. A cidade cresceu e a feira permaneceu no mesmo tamanho. Hoje tem muito feirante e não tem banca. Tem mais gente querendo vir para a feira, mas não tem lugar”, disse.

Existe um terreno ao lado do barracão da feira, que também pertence a Associação, e que está sendo reservado para a construção do novo espaço. Isso quando o poder público destinar recursos e executar a obra. Mas não existe, previsão neste sentido. E como o projeto é caro, os feirantes não teriam como bancar.

Hoje, conforme Juscelino, são 142 associados na associação, que pagam uma taxa para a manutenção do local.   Na opinião do presidente, a feira livre tem uma importante função social. Além de ser o espaço de trabalhos para muita gente, fornece produtos de qualidade para a população.

O feirantes mais antigo da Feira Livre de Alta Floresta Raimundo Alves Davi, o famoso Raimundão.  “Quem abriu a feira na inauguração foi eu. Estou aqui há 34 anos. Mas tem uns dois do começo da feira que ainda estão vivos. O resto já morreu”, assegura.

“Esta feira já me deu tantas coisas que só tenho a agradecer. Minha mãe morreu e ficou a feira para mim e eu vivo daqui da feira. Criei meus filhos trabalhando aqui. Tenho a minha bicicleta cargueira onde trago o meu sustento para minha banca. O povo ajuda nós, feirantes, e estamos vivendo e bem!”, frisa.

Raimundão vende produtos para remédios naturais, como cascas, cipós, folhas para chá e um diversificado número de plantas medicinais. Ao longo destes anos, assim com seus produtos, que curam muitos tipos de doenças, sua fama atravessou as fronteiras de Mato Grosso. “Se você falar meu nome, ninguém conhece, mas se falar Raimundão, até no Rio de Janeiro o povo sabe quem é”, diz.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte