Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vitória vence galo com um gol chorado
Ataques desperdiçam várias chances em Salvador, mas Léo Ceará consegue marcar
12:08   27 de Agosto, 2018
84a69210bbb96b87ade00ac73f2a8ea2.jpg
Foto: Bruno Cantini | Atlético

Globo Esporte. com

Custou para sair, mas o gol na partida entre Vitória e Atlético-MG só podia ser "chorado". Os dois clubes protagonizaram um festival de erros em Salvador, desde passes errados a gols claros perdidos, principalmente pelos atacantes do Galo. Os baianos tiveram mais competência e, após arrancada e finalização de Lucas Fernandes, a bola bateu na trave e, meio sem querer, Léo Ceará ainda conseguiu mandar para as redes no rebote.

O Vitória respira na luta contra o rebaixamento. Com o resultado, os baianos sobem para a 13ª posição e vencem após três duelos sem vencer. Na próxima rodada, o Leão enfrenta o América-MG, no sábado, em Salvador. O Galo segue no G6, mas longe dos candidatos ao título. A diferença para o líder São Paulo é de 11 pontos. O Alvinegro enfrenta o Corinthians, no sábado, em Itaquera. Se tivesse derrotado os baianos, o Atlético-MG poderia subir para a quarta posição, com a combinação de resultados da tarde deste domingo.
Um jogo de nível técnico baixo e fortes emoções. O excesso de erros das defesas e dos passes na saída de bola fizeram com que a partida tivesse oportunidades claras no primeiro tempo. As duas principais chances foram do Atlético-MG, com Elias e Ricardo Oliveira. O centroavante jogou para fora uma chance clara logo no primeiro minuto. Já o volante tentou girar na pequena área, mas parou no goleiro Ronaldo. O Vitória criou mais, finalizou 14 vezes, mas não teve chances tão reais como as do Galo.
As alterações de Thiago Larghi tornaram o Atlético-MG mais presente no campo de ataque. José Welison, amarelado, saiu para a entrada de Lucas Cândido. Mas a principal mexida foi Luan, que entrou no lugar de Nathan e deu mais movimentação ao time. O Galo cresceu de produção, mas os gols perdidos continuaram a ser uma tormenta. E já que quem não faz, toma...Os mineiros sentiram na pele quando Léo Ceará abriu o placar para o Vitória.
Ricardo Oliveira ganhou um presente da defesa do Vitória, saiu de frente para o gol, mas chute, de esquerda, para fora. Atacante é o vice-artilheiro do Brasileiro, mas faltou calibrar a pontaria. Elias seguiu o companheiro e também desperdiçou um gol feito no primeiro tempo da partida. Foram muitas chances claras desperdiçadas pelo Atlético-MG em Salvador. Elias e Ricardo Oliveira foram os que mais perderam oportunidades na partida. Durante a semana, o técnico Thiago Larghi já havia alertado que o Galo tem que “matar” o jogo quando tem chance. O Atlético-MG vai sentir a falta dos três pontos na tabela de classificação.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte