Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
TEAF recebeu espetáculos de dança contemporânea
Grupo Comandança realizou atividades artísticas em Alta Floresta
12:23   01 de Outubro, 2018
2e16db9367820d03d4e5f674034b8a6b.jpg

Ana Paula Selhorst
Mato Grosso do Norte

 O grupo COMANDANÇA, de Cuiabá, realizou do dia 28 a 30 uma série de atividades artísticas no Espaço Cultural TEAF. Em entrevista ao Jornal Mato Grosso do Norte, Ronaldo Adriano, contou sobre as peças. 
 Para ele, acolher o grupo no munícipio foi muito interessante, uma vez que o público altaflorestense pode prestigiar obras que não está habituado “E é uma novidade para Alta Floresta, porque o público de Alta Floresta não é muito acostumado a assistir espetáculos de dança contemporânea”, explicou. 
 “Estamos recebendo na cidade a principal companhia de dança de Mato Grosso. É um grupo referência na dança contemporânea. Eles têm feito sempre trabalhos muito bonitos, espetáculos muito poéticos que discutem temas muito interessantes e sutis, que trabalham a questão da subjetividade”.
 Além de Alta Floresta, o projeto também deve circular nas cidades de Primavera do Leste, Rondonópolis, Tangará da Serra e a própria capital.
 Para Clodoaldo Arruda, diretor do Grupo Comadança, “propor o projeto foi a maneira encontrada pelo grupo para exercitar nossas criações, pois, acreditamos que o exercício do oficio se denomina na prática da aproximação e interlocução entre artistas e não artistas, público e plateia, consumidores e produtores, visando promover um intercâmbio permanente com a sociedade através da arte, cultura e cidadania”.
INFORMAÇÕES SOBRE OS TRABALHOS 
NO CORPO OUTRA VEZ – dança em quatro momentos íntimos, metáforas poéticas revelam hábitos e floram lembranças de três personagens. Num lugar de um presente que reabsorve o passado e o futuro, um futuro e um passado que dividem a cada instante o presente. Aparentemente no mesmo espaço distintas subjetividades apontadas por partituras gestuais sutis, minuciosas e danças particulares.
Classificação Indicativa – 18 anos
VOS – segunda pessoa do plural ou pessoas. Corpos suportes de reflexos, uma espécie de caixa de fundo infinito que nunca acaba de revelar o que tem dentro. E tem dentro toda a realidade. Performances circulam e dançam por espaços públicos com placas de espelhos nas mãos que criam danças pelos lugares, refletindo tudo ao seu entorno. Levando a poética de dançar com todos, e por breves momentos estarem mais próximo.
Classificação Indicativa – Livre
MISERÊ - espetáculo de dança contemporânea que retrata a trajetória de um homem qualquer, que impossibilitado de permanecer em sua terra natal devido às condições de miséria, busca nas grandes cidades perspectiva de vida melhor. Uma metáfora de todos nós que procuramos um lugar no mundo.
Classificação Indicativa – 12 anos

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte