Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Nininho e PSDB são líderes em irregularidades eleitorais, afirma TRE
12:18   08 de Outubro, 2018
940cb92be65b984cdb583fd9156d5d6c.jpg

 

O candidato a deputado estadual Odanir Bortolini, o Nininho (PSD), lidera a lista de irregularidades eleitorais apuradas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), divulgadas no balanço eleitoral deste domingo (7).

Em seguida, aparecem a os candidatos Allan Kardec (PDT), Aparecida Ribeiro (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL), Jayme Campos (DEM), José Bispo Barbosa (PR), Mauro Mendes (DM), Paulo Vicente Nunes (PDT) e Carlos Fávaro (PSD). As siglas líderes de irregularidades são PSDB, PR, PSL, DEM e PDT. 

"Nós tivemos em todo o estado algumas intercorrências isoladas de derrame de santinho que imediatamente foram solucionados pelos juízes que estão atuando nas zonas eleitorais. Infelizmente alguns optaram por trazer seus restos de campanha pro cidade limpa, outros optaram por não fazer e continuaram praticando crimes", pontuou o juiz eleitoral Lídio Modesto. 

No total, foram 24 prisões em Mato Grosso neste domingo, referentes a crimes eleitorais. Entre os detidos, estão os candidatos Manoel José da Silva, o "Branquinho", (PR), Aparecida Ribeiro de Oliveira, a "Cida do Camelô" (PSDB) e o deputado estadual Airton Luiz Rondina , o Airton Português (PSD).

 "É um número alto se comparado ao resto do Brasil, já que no geral tivemos pouca prisão de candidatos", avaliou o magistrado.

 "Tivemos ocorrências por desobediência, boca de urna, tumulto ocasionado por eleitores, trocas de votos por cestas básicas, e também em dinheiro, quando foi apreendido R$ 11 mil em espécie. Nós tivemos a prisão de um eleitor indígena pela manhã, onde ele queria votar no lugar de 70 índios", concluiu.  (Gazeta Diguital)

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte