Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Artista de Alta Floresta participa de maior feira de arte e design em Miami
A programação de abertura que envolve a feira principal começou no dia 4 de dezembro e foi até dia 9
11:40   12 de Dezembro, 2018
f2451a54cae5b329ff10359000d7e6fa.jpg

Assessoria

A artista mato-grossense Nadja Lammel expõe a sua obra "o Ancião" na maior feira de artes e design do mundo. Sediada em Miami, a Semana de Art Basel inicia seu primeiro de quatro dias de efervescência cultural no começo de dezembro. Pelas ruas de Miami os visitantes encontram artistas como Madonna, cliente assídua da feira. Curadores, colecionadores e muitas celebridades querem saber quais são os novos artistas que participarão da maior feira de arte contemporânea do mundo Nadja explica que o quadro foi selecionado para a Semana Art Basel Miami Beach por sua mensagem e representatividade. 

"A minha obra é a pintura de um índio híbrido, modelo ao qual cheguei após intensa pesquisa de faces entre etnias presentes no continente americano", diz. 
De acordo com a artista, "o índio possui uma mistura de traços de várias nações ameríndias". A paixão pela temática indígena é tamanha que a pintora, que também se expressa através do grafite, tem tatuagens da etnia Kurâ Bakairi pelo corpo. 
A pintura estava exposta no Sesc Casa do Artesão, e pertence à coleção da exposição 'Território', conta o produtor executivo Guilherme H. Chaves, que também é responsável por exposições de sucesso em Cuiabá. "A obra foi inscrita em uma pré-seleção internacional pelo curador Erez Safar, da produtora Bancs Media, de Los Angeles", diz Chaves. 
Safar é também proprietário da Gallery38, uma das principais galerias de artes dos EUA, e é considerado um nome forte no mercado das artes e produção de vídeos. Após a análise da curadoria, continua Guilherme Chaves, "houve interesse do curador em inserir a obra na semana de arte mais badalada do mundo", brinca o produtor, entre sorrisos. 
Participar de um dos maiores eventos de arte de todo o planeta é um orgulho não só para a artista como para todo o estado. "Representar os artistas do meu estado é uma honra, levar o nome de Mato Grosso para a maior feira de artes do mundo é uma felicidade", diz Nadja Lammel. 
A pintora, que já está na sua 10ª exposição, explica que essa é especial justamente por saber que conseguiu levar um pouco da arte de Mato Grosso para outras partes do mundo. "O quadro em si é um mapa de Mato Grosso, com as cores do guaraná, semente da Amazônia, cultivava por indígenas na região onde nasci, Alta Floresta ". 
O quadro, uma mistura de muitas técnicas, tem como principal guia o graffiti. "Gosto do spray, da acrílica, do mosaico-espelho sobre tela, e todos os meus trabalhos são únicos, mesmo que eu tente fazer exatamente igual poderá sair diferente, pintar depende do humor, inspiração e uma série de outros fatores".
A programação de abertura que envolve a feira principal começou no dia 4 de dezembro e foi até dia 9. Porém o pavilhão TFA permanece até o fim de dezembro com várias programações na cidade de Miami. 
A pintura foi exposta no pavilhão TFA (The fearless artist, ou "Artistas Destemidos" em português) sob curadoria da Kiki Somerville, parceira de Erez e grande conhecedora do mercados das artes em Nova York. O local teve uma média de mil a duas mil visitas por dia. A abertura começa às 14 horas e finaliza às 3 da manhã, entre coquetéis concorridíssimos. Existe uma programação paga e outra gratuita.  

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte