Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Nascentes urbanas de Alta Floresta ganham primeiros adotantes, meta é revigorar
A pessoa pode adotar uma nascente ou ser apenas padrinho, ajudando financeiramente
11:31   17 de Dezembro, 2018
3ae992da07e60e84b3fe47d7c6e38b3c.jpg

Carlos Alberto de Lima
Ascom

A última sexta-feira, 14, foi celebrada em Alta Floresta como um importante marco ao meio ambiente. As nascentes do município receberam seus primeiros adotantes cuja responsabilidade é revigorar nossos mananciais, abraçando a causa no sentido de mantê-los limpos e arborizados no seu entorno. E contando para isso, com o apoio dos órgãos públicos como a Secretaria de Desenvolvimento por meio do Departamento de Meio Ambiente e parceiros como a CHTP – Companhia Hidrelétrica Teles Pires que, entre outros, é um dos padrinhos do programa.
Logo pela manhã, com a presença do prefeito Asiel Bezerra e de sua vice Marineia Munhoz participaram da cerimônia na Escola Colégio Alta Floresta como a primeira a adotar uma área de 3,32 ha do córrego do severo que corta vários bairros do município.
 Eliane Leinig, diretora da escola destacou que “já trabalhamos o meio ambiente com os alunos há muito tempo e preservado da melhor forma possível essa área onde fazemos um trabalho de trilha de reconhecimento das árvores nativas, do local, uma vez que o riozinho estava nos incomodando, perceber que ele tinha um volume menor de agua e mais lixo em seu redor”, frisou Eliane, lembrando que chegou em alta floresta em 1979 e que  “dá uma dor no coração ver que o rio que há trinta anos as minhas crianças brincavam nele está praticamente morrendo, a cada ano que passa, é uma dor na alma”. 
A secretária de Desenvolvimento Célia Castro destacou que são e foram vários os envolvidos no projeto para que se chegasse até onde ele chegou, citando a CHTP como “uma grande parceira para realização de cercar todas as nascentes que forem necessárias”.

A secretária disse que a pessoa pode adotar uma nascente ou ser apenas padrinho, ajudando financeiramente, “no caso da escola aqui, ela é também padrinho porque o objetivo é a educação ambiental. Eu tenho certeza que esses professores da escola estarão orientando esses alunos”. E isso pode ser testemunhado com a presença do pequeno Guilherme que, embora timidamente, assinou o termo assumindo o compromisso.
Após a cerimônia da Escola Colégio Alta Floresta o prefeito e equipe se dirigiram ao final do setor EG onde a Loja Maçônica Adonai adotou e apadrinhou a nascente do Tambaqui.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte