Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Santos quer Uribe para liberar Bruno Henrique, mas Flamengo descarta incluir colombiano
Peixe pede que o clube carioca pague parte dos salários do atacante colombiano, mas Abel Braga conta com o jogador para a temporada
17:14   09 de Janeiro, 2019 - Fonte: G1 - globoesporte
4b6fa64f3b8a13c73f83a04f86347d33.jpg
Foto: Staff Images/Flamengo

Santos quer a inclusão do centroavante Fernando Uribe, por empréstimo, na negociação de venda para o Flamengo do atacante Bruno Henrique – a proposta é de R$ 27 milhões. O clube paulista ainda espera que o Rubro-Negro pague parte dos salários de Uribe. A negociação em andamento, mas o Rubro-Negro descarta incluir o colombiano no negócio. Abel Braga conta com ele.

No último sábado, especulou-se a inclusão do empréstimo do lateral-esquerdo Trauco ou do volante Jean Lucas ao Santos. Mas o primeiro foi descartado, e o segundo não deve ser liberado pelo Flamengo, de acordo com a apuração do GloboEsporte.com.

Já há um acordo entre o Flamengo e Bruno Henrique há alguns dias. O Santos, porém, tem feito jogo duro para liberar o atacante, que conta com a simpatia do técnico Jorge Sampaoli.

Se confirmada a transferência, ela representará um grande lucro ao Santos, que há dois anos contratou Bruno Henrique do Wolfsburg, da Alemanha, por cerca de R$ 14 milhões. O clube passa por momento financeiro delicado e, na semana passada, precisou negociar o adiantamento da segunda parcela da venda de Rodrygo ao Real Madrid – aproximadamente R$ 82 milhões.

Após uma boa primeira temporada na Vila Belmiro, Bruno Henrique caiu de produção em 2018, prejudicado por uma série de lesões. No ano passado, ele marcou dois gols em 34 jogos.

Vale lembrar que, nesta terça-feira, o Flamengo acertou a contratação de Gabriel para o ataque. O jogador atuou com Bruno Henrique na temporada passada no Santos, emprestado pela Inter de Milão. No fim de semana, Gabigol postou uma foto ao lado de Bruno Henrique e de outro atacante santista, o paraguaio Derlís González.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte