Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Quem não fizer a revisão biométrica terá o título cancelado
É baixa a procura em Alta Floresta por revisão com biometria, em 19 dias foram apenas 718 cadastramentos
12:49   21 de Janeiro, 2019
5899660acaee211a335843af9a0d0bf5.jpg

Assessoria

Ainda não chega a mil o número de eleitores de Alta Floresta que procuraram o cartório eleitoral para fazer a revisão com coleta de dados biométricos. 
“Estamos preocupados com a baixa procura. Alertamos que o comparecimento é obrigatório e quem não atender à convocação terá o título cancelado. Já o eleitor que deixar para buscar o atendimento nos últimos dias, sem dúvidas, enfrentará filas quilométricas”. 
O alerta é dado pelo chefe de cartório da 24ª Zona Eleitoral, Alexsander Abreu de Arruda. Em Alta Floresta, a revisão do eleitorado acontece na sede do cartório, situada na Rua das Acerolas, n. 96, Centro. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 13h30. 

A capacidade diária de atendimento na 24º Zona Eleitoral é de 200 pessoas. “Em 15 dias, fizemos apenas 258. Nossa estrutura está aqui disponível para atender o cidadão com conforto e agilidade. Mas para isso, pedimos a colaboração de todo eleitor. Estamos preparados para o aumento da demanda. Em fevereiro iremos ampliar nosso horário de funcionamento em virtude de parceria firmada com a prefeitura do município que irá ceder servidores”, ressaltou o chefe de cartório. 
Alta Floresta conta hoje com 38.649 eleitores e destes, 9.645 fizeram o cadastramento biométrico. A coleta biométrica de eleitor teve início em 2015, no entanto de forma ordinária, sem cunho obrigatório. Já em 03 de dezembro de 2018, iniciou-se no município a revisão do eleitorado, cujo comparecimento é obrigatório.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte