Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Caras e bocas
Regiane Alves engrossa sua lista de vilãs com Mariacarla de “O Tempo Não Para”
16:01   25 de Janeiro, 2019
53d9f670a3aa0b00ec90d57beb5c983a.jpg
Foto: Divulgação/TV Globo

por Luana Borges
TV Press

A versatilidade cênica de Regiane Alves salta aos olhos. Em cada nova personagem, a atriz é capaz de se transformar, tanto no visual como na personalidade que precisa incorporar. Dona de uma voz suave e gestos contidos, ela costuma se sair bem quando precisa interpretar boas moças. Mas não deixa nada a desejar na pele de vilãs. Tanto que foi como a detestável Dóris, de “Mulheres Apaixonadas”, que passou a chamar mais atenção do público e da crítica especializada. Agora, em “O Tempo Não Para”, Regiane revisita o perfil vilanesco como a advogada Mariacarla. “Minha personagem é esperta e quer ter um lugar na sociedade. No decorrer da trama, é vilão passando a perna em vilão”, aponta.
Na história escrita por Mário Teixeira, Mariacarla já passou por vários momentos. No início, trabalhava para Amadeu, de Luiz Fernando Guimarães, sem seu comparsa Emílio, papel de João Baldasserini, saber. Foi assim que conseguiu “roubar” alguns casos para tocar por conta própria. Apesar de sempre tentar enganar Emílio, que agora supostamente está morto, Mariacarla nutria um sentimento mal resolvido pelo também advogado. “Existia uma paixão, mas ele começou a criar um amor por Marocas”, explica, citando a protagonista de Juliana Paiva.
Assim que soube que viveria a Mariacarla, Regiane precisou se acostumar com a ideia de mudar completamente o visual. Os cabelos já estavam bem curtos por causa de sua personagem em “Cidade Proibida”, série no estilo “noir” exibida pela Globo em 2017, em que interpretou a garota de programa Marli. Mas, na época, os fios estavam escuros e, para a novela das sete, a atriz teve de adotar um tom louro platinado. “Estou gostando, apesar de, no início, ter sido bem difícil de me acostumar com o cabelo louro claro assim”, confessa, aos risos.
Entre a série e a novela, Regiane esteve envolvida com os trabalhos do filme sobre a vida de Divaldo Franco, ainda sem título e nem lançamento definidos. No longa, baseado no livro “Divaldo Franco: A Trajetória de Um dos Maiores Médiuns de Todos os Tempos”, ela interpreta a freira Joanna de Ângelis. A oportunidade de viver um papel de perfil oposto ao de Mariacarla logo antes de começar a gravar as cenas de “O Tempo Não Para” foi um exercício instigante para a atriz. “É legal fazer uma vilã depois de uma personagem tão linda como a Joanna De Ângelis. Eu estava muito envolvida nesse mundo do filme antes de entrar de vez nas gravações da novela”, conta.
 
“O Tempo Não Para” – Globo – De segunda a sábado, às 19h20

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte