Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Mais
12:23   28 de Janeiro, 2019

LEI
O deputado estadual eleito, Ulisses Moraes havia anunciado que sua primeira proposta na Assembleia Legislativa seria a redução de 50% da verba indenizatória dos parlamentares. Porém, seu futuro colega, Max Russi, se adiantou e propôs a regulamentação da renúncia do benefício, que já foi aprovada e sancionada pelo governador Mauro Mendes. Pela lei, publicada em 14 de janeiro, o deputado poderá, no dia da posse, renunciar a parte ou a totalidade da verba indenizatória, sendo que o montante será destinado à Sala da Mulher, que é vinculada ao próprio Legislativo. A renúncia é definitiva. Mesmo que mude de ideia, o deputado não poderá mais recebê-la.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte