Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Leilão de aeroportos de MT atrai investidores internacionais
Bloco do Centro-Oeste tem investimento previsto de R$ 770 milhões e concessão de 30 anos
10:44   01 de Fevereiro, 2019
6e16a9707eeff7389721168d1294c6bc.jpg

Ivana Maranhão
Secom-MT 

Faltam apenas 44 dias para a realização do leilão de quatro aeroportos mato-grossenses que serão concedidos à iniciativa privada. Até agora, seis operadoras, que atuam na Europa e nos Estados Unidos, demonstraram interesse em arrematar os terminais mato-grossenses. O certame está marcado para o próximo dia 15 de março na B3, - Brasil, Bolsa, Balcão - oriunda da fusão entre BM&F, BOVESPA e Cetip.  O investimento previsto chega à cifra de R$ 770 milhões e o prazo de concessão é de 30 anos.
A realização do leilão foi confirmada já no final de 2018 pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. O Bloco Centro-Oeste, como vem sendo chamado, é composto pelo Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, e os regionais de Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta.
Segundo a superintendente aeroportuária da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Maksaila Moura Campos, a empresa ou investidor que arrematar os aeroportos mato-grossense ficará responsável pela administração, ampliação, melhorias e demais investimentos nos terminais. “Apenas o controle aéreo estará a cargo da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero)”, explica ela.
A superintendente revela ainda que o Bloco Centro-Oeste vem atraindo atenção de investidores, até mesmo internacionais, justamente por contemplar aeroportos com potencial de crescimento. Na lista de operadoras interessadas em disputar os terminais estão grandes empresas como a alemã Fraport, a francesa Vinci Airports, as investidoras norte-americana Aecom (representando Zurich- Suíça) e Pátria, bem como as brasileiras Socicam e SINART. “Já recebemos procura de seis grandes investidores na área de aeroportos. Realizamos visitas aos aeroportos com representantes de empresas e venho recebendo pedido de informações”, revelou Maksaila Campos, que tem boa expectativa para o leilão em março.
Conforme ela. Os quatro aeroportos de Mato Grosso apresentaram prospecção de quatro milhões de passageiros em cinco anos. O aeroporto de Sinop  opera atualmente com três voos diários de grandes companhias nacionais, que geram um fluxo médio de 200 mil passageiros por ano.

Em Rondonópolis a média de pessoas que circulam por ano no terminal fica em torno de 70 a 80 mil. O município tem hoje dois voos diários e em fevereiro passará a contar com uma linha nova, operada com aeronave do tipo jato.
Já o aeroporto de Alta Floresta possui um voo diário também com avião do modelo jato. A média é de 90 mil passageiros por ano. “O município tem um voo diário que opera sempre lotado”, complementa Maksaila.

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte