Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
BUSCAS POR VÍTIMAS Tragédia de Brumadinho deixa 134 pessoas mortas; 199 permanecem desaparecidas
17:37   04 de Fevereiro, 2019
f9c0c401035b6694c0f7cce39edba97a.jpg

Conteúdo Estadão

foto/ Mauro Pimentel/ AFP

As buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, em Minas Gerais, foram retomadas na tarde desta segunda-feira, 4, depois de ficarem suspensas no período da manhã por causa da chuva que caiu na região do acidente.

"Aeronaves com condições de voo seguro. As equipes retomaram, normalmente, os trabalhos, exceto em um ponto à direita da barragem rompida, que oferece menor segurança", informou o Corpo de Bombeiros.

Por volta do meio-dia, foram divulgados novos números. Segundo a corporação, 134 pessoas morreram e 199 permanecem desaparecidas.

 As buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) ficarão suspensas por causa da chuva que caiu nesta segunda-feira na região do acidente. Após as precipitações, será feita uma vistoria aérea para identificação das áreas que permitam a retomada dos trabalhos.

A chuva começou no início da tarde de domingo e se intensificou na manhã desta segunda-feira em Brumadinho. O risco para os socorristas é de que rejeitos do que restou da barragem voltem a avançar pela área atingida. Ainda nesta madrugada, circulavam informações de que sirenes teriam sido acionadas na região. Contudo, segundo o Corpo de Bombeiros, elas não procedem. Até domingo, a tragédia contabilizava 121 mortos, dos quais 114 foram identificados; 226 pessoas ainda continuam desaparecidas.


Números atualizados:
Localizados: 394

Óbitos: 134

Identificados:120

Desaparecidos: 199

Ainda nesta madrugada, circularam informações de que sirenes teriam sido acionadas na região. Contudo, segundo o Corpo de Bombeiros, elas não procedem. Militares em Brumadinho afirmaram que aparentemente houve um som, mas ele não foi proveniente da região afetada pelo rompimento da barragem ou de outra barragem da Vale, e sim de uma empresa próxima.

Por volta das 8h, o tempo em Brumadinho começou a abrir. Um helicóptero Arcanjo seguia de Belo Horizonte em direção à região da tragédia para avaliar a situação, informou o Corpo de Bombeiros. 
 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte