Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Um dia após acidente de Vettel, Leclerc coloca Ferrari no topo; Gasly bate forte e destrói RBR
No dia seguinte a batida de alemão por problema em roda do SF90, monegasco voa para dominar quinta-feira, em Barcelona; francês se choca pela segunda vez em duas semanas
20:42   28 de Fevereiro, 2019
6dd84a6d927a0b8dda5d81f72501e68d.jpg
Foto: Mark Thompson/Getty Images

Por GloboEsporte.com — Barcelona, Espanha

Um dia após ao forte acidente de Sebastian Vettel, causado por um problema na roda do carro, Charles Leclerc anotou um temporal para colocar a Ferrari no topo da tabela de tempos, nesta quinta-feira, em Barcelona. E segundo Leclerc, ele sequer estava usando 100% do poder de fogo do carro, tendo margem para mais.

- Como os outros times, não estamos dando tudo que podemos. Ainda temos alguma margem. Eu mesmo ainda posso dar mais, ainda tenho o que aprender. Sinto-me cada vez mais confortável com o carro a cada volta. Então o cenário é bom - afirmou recém-chegado no time italiano.

O tempo de 1m16s231 - anotado com pneus C5, os mais velozes da gama - fez do monegasco o piloto mais rápido nas duas semanas de testes de pré-temporada até o momento. De quebra, Charles ainda completou mais que dois GP's da Espanha ao dar 138 voltas no circuito espanhol - logo antes de causar bandeira vermelha por uma pane no carro com dez minutos para o fim da sessão.

Gasly bate forte!

A quinta-feira, aliás, foi marcada por algumas bandeiras vermelhas além da causada por Leclerc. Além de uma pane sofrida pelo carro de Lance Stroll, Pierre Gasly bateu de forma violenta no muro da curva 9 ao escapar da pista. O impacto deixou a RBR completamente destruída, pondo em xeque a participação da equipe austríaca no último dia de testes, nesta sexta-feira.

Mercedes completa quase três GP's da Espanha

O time alemão, que segue sem mostrar os dentes, continua exaltando a confiabilidade do conjunto do W10. Com as 85 voltas de Lewis Hamilton de manhã, somadas às 96 de Valtteri Bottas à tarde, o carro da equipe completou um total de impressionantes 181 voltas - lembrando que a corrida no circuito espanhol tem a distância de 66 voltas. A dupla sequer ousou calçar pneus mais macios que o C3, de faixa amarela.

Centenários: Williams corre atrás do tempo perdido

Além de Leclerc, outros três pilotos quebraram a marca das 100 voltas. Destaque para George Russell, que corre atrás do tempo perdido pela Williams ao atrasar a ida do carro à pita na semana passada. Nesta quinta, o britânico completou, sozinho, 140 voltas. Alexander Albon, com 118, e Lance Stroll, com 103, foram os outros pilotos que superaram a marca dos 100 giros.

Motor Honda novamente mostra durabilidade

Apesar da batida de Gasly, o carro da RBR ia bem e colocou o francês no quarto lugar. Em segundo, no entanto, outro carro com o motor japonês. Albon, que chegou a liderar a sessão, foi o único piloto além de Leclerc a anotar tempos na casa de 1m16s. Enquanto Gasly completou 65 voltas, o tailandês registrou 118 giros nesta quinta-feira.

Schumacher supera rivais na F2

O filho do heptacampeão da F1 foi o mai veloz no terceiro dia de testes da Fórmula 2, nesta quinta-feira, em Jerez de la Frontera, na Espanha. O tempo de 1m24s028, anotado na parte da manhã, permaneceu intocado durante a tarde, período em que as equipes aproveitaram para simular ritmo de corrida. Schumacher, da equipe Prema, completou um total de 34 voltas, 15 a menos que Juan Manuel Correa, que foi quem mais andou no circuito espanhol. Sette Câmara terminou o dia com o 13º tempo, a 0s825 do tempo de Mick. Serginho ainda completou 39 voltas nesta quinta-feira.

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte