Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Governador apresenta números do Estado ao MP e Tribunal de Justiça
Mauro Mendes mostrou balanço do que ocorreu nos últimos 15 anos em Mato Grosso
13:00   10 de Abril, 2019
734ccadf7cac01ab89f218d816183fcb.jpg

Laice Souza 
Secom-MT 

O governador Mauro Mendes apresentou aos membros do Tribunal de Justiça e Ministério Público de Mato Grosso, na manhã desta terça-feira (9), os números do Estado e o que a atual gestão já fez na busca para recuperar seu equilíbrio fiscal.
Em um esforço para comunicar a realidade do Estado, o governador demonstrou o cenário atual e os fatos ocorridos nos últimos 15 anos que fizeram com que Mato Grosso chegasse no ano de 2019 em desequilíbrio financeiro.
“É importante nesse momento que todos nós possamos compreender o que aconteceu em Mato Grosso ao longo dos últimos 15 anos. E quando nós falamos de 15 anos, é porque nós queremos abstrair de uma análise específica de 4 anos do último gestor e compreender o que foi que aconteceu ao longo de mais de uma década”, explicou.
Mendes detalhou que os números demonstraram um crescimento muito forte da arrecadação, que cresceu 342%, um dos maiores do país, mas, em contrapartida a folha total de todos os Poderes cresceu o dobro, 678%.
“E, só no Executivo, foi um crescimento de 705%. Então foi um crescimento muito forte que trouxe graves consequências ao Estado, que perdeu capacidade de investir, de controlar seu custeio, de manter a máquina pública funcionando adequadamente e prestando serviços com dignidade ao cidadão de Mato Grosso”, afirmou.
O governador destacou nas duas reuniões que “diante de um grave problema como o enfrentado no Estado, não há como imaginar que haja soluções fáceis de uma única pessoa”.
“Precisamos compreender o problema e a partir de sua compreensão estabelecer sinergias, para trabalharmos juntos com harmonia para encontrar soluções simples e necessárias para que Mato Grosso se reequilibre. Tudo isso para que não aconteça o que está acontecendo em vários Estados, que tem quatro folhas de salário em atraso e uma péssima prestação de serviço ao cidadão”.

“Então, eu tenho certeza que todos os Poderes irão trabalhar em harmonia e em sintonia para que possamos encontrar as soluções, diante desse péssimo diagnóstico e com a compreensão da atual realidade econômica e financeira”, sublinhou.

Para o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, a apresentação feita pessoalmente pelo governador demonstra a vontade de deixar clara qual a situação do Estado. “Nós sabemos que a situação não é boa, mas tivemos hoje a oportunidade de saber a real situação, os números e os índices que. lá na frente, se Deus quiser, com muito trabalho serão mudados”, frisou.
O presidente ainda ressaltou que as ações feitas pelo governador no início da sua gestão terão um resultado muito positivo no fim dos quatro anos de governo. Contudo, ele disse acreditar que em breve os resultados das medidas adotadas para contenção do crescimento das despesas serão percebidos pelo cidadão, com a melhoria dos serviços ofertados.
 “O que importa a para todos os Poderes é a interação de forma harmônica. O Executivo demonstrando o que vem fazendo, o Judiciário demonstrando para o que serve, é isso o que importa para a sociedade”, declarou.
O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges, também destacou a importância da informação ter sido disponibilizada a todos os procuradores e promotores, como forma de dar transparências às ações do Executivo.
“A vinda do governador foi muito positiva e os Poderes precisam dialogar”, ressaltou, acrescentado que o MP vai ajudar o Estado investindo no aumento do número de promotores no Comitê de Recuperação de Ativos (Cira).
O próximo passo do governador será apresentar os números a todos os deputados, de forma que as informações sejam compartilhadas e que o maior número de pessoas tenha acesso aos dados.
“Nós fizemos a apresentação desses dados a todos os prefeitos em um encontro da semana passada, fomos até o Ministério Público e Tribunal de Justiça nesta terça-feira e vamos apresentar aos deputados e a toda a sociedade, para que haja uma pulverização das informações e compreensão dessa realidade. A partir daí, todos, literalmente todos, poderão contribuir para ajudar Mato Grosso”, frisou o governador.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte