Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Governo assina concessão das rodovia MT-320 e MT-208
Concessionária Via Brasil assumirá a administração da MT-320 e MT-208 por 30 anos
11:28   15 de Abril, 2019
56f24c7f86c4beba36434a9ee712f2eb.jpg

Ivana Maranhão | Secom-MT 

Cerca de 112 mil pessoas de cinco municípios do norte do Estado serão beneficiadas com melhorias nos 188,2 quilômetros da rodovia MT-320, que passam a ser administrados pela concessionária Via Brasil MT-320.

O contrato de concessão foi assinado, na sexta-feira, 12, pelo governador Mauro Mendes, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira, e o presidente do consórcio, Cérsar Menezes, autorizando o início dos trabalhos de recuperação das vias. A cerimônia ocorreu no auditório Garcia Neto, no Palácio Paiaguás.

O consórcio Via Brasil arrematou o lote referente a MT-320- MT-208, trecho de Alta Floresta, em leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), no mês de fevereiro de 2018. Com a assinatura do contrato, em até 45 dias, e após apresentação na Sinfra do plano de trabalho, a concessionária poderá dar início aos serviços preliminares de melhorias do trajeto.

O governador Mauro Mendes, durante discurso na cerimônia de assinatura da minuta de contrato, pediu à concessionária Via Brasil celeridade para iniciar essa recuperação das rodovias, destacando essa necessidade devido ao potencial econômico da região.

“Gostaria de pedir à empresa que faça um esforço e inicie o mais rápido possível esse trabalho de recuperação nessa região. Esse gesto será muito bem visto pela população e por todos nós se conseguirmos antecipar esse serviço”, pediu o chefe do Executivo de Mato Grosso.

Na ocasião, o governador destacou ainda que os estados brasileiros hoje são incapazes de prover de forma eficiente várias áreas de serviços ao cidadão, por isso optar pelas concessões e privatizações têm se mostrado o melhor caminho para a construção de melhores soluções para a infraestrutura e outros setores.

“Mato Grosso possui muita demanda de rodovias estaduais não pavimentadas, mas não terá, no universo de algumas décadas, dinheiro para fazer frente a todas essas obras, por isso é importante construir alternativas viáveis para solucionar o problema”, afirmou Mauro Mendes, dizendo que o governo vai continuar com essa política para alcançar o desenvolvimento estadual.

O titular da Sinfra, Marcelo de Oliveira, reiterou a fala do governador salientando que a realização de concessões é a tendência para os próximos anos, em razão da dificuldade de endividamento do Governo.

"Precisamos das nossas estradas interligando as rodovias federais e com os novos modais que estão entrando, como as ferrovias. É inadmissível em 10 anos não termos todas as nossas rodovias com perfeito acesso às BRs e aos terminais ferroviários”, ponderou. Segundo ele, a assinatura de contrato com a Via Brasil para rodovias no norte mato-grossense oficializa o trabalho do Estado nesse sentido e agiliza um processo com o consórcio que deveria ter iniciado já em 2018.

O presidente da concessionária Via Brasil, César Menezes, disse que a empresa tem interesse de começar as melhorias preliminares no trecho da MT-320 e MT-208 em um curto espaço de tempo. Ele ressaltaou que o fato de terem assinado contrato numa data que coincide com o fim do período chuvoso vai favorecer esse trabalho.

Por sua vez, o prefeito de Colíder, um dos municípios beneficiados com a recuperação das rodovias, Noboru Tomiyoshi, avaliou que a região é uma nova fronteira agrícola e tem grandes investimentos, como usinas hidrelétricas. Dessa forma, a concessão da rodovia MT-320 é indispensável para o progresso dos municípios da localidade. “Esse contrato é extremamente importante porque nós, primeiramente, precisamos de boas estradas. Além disso, dependemos delas para produzir”.

Recuperação-  A partir da assinatura do contrato, a concessionária Via Brasil passará a ser responsável pela recuperação total e manutenção do trecho corresponde à região das rodovias MT 320 e MT 208 – entre Alta Floresta, Carlinda, Nova Canaã do Norte, Colíder e Nova Santa Helena, totalizando os 188,2 km previstos no contrato.

Inicialmente, o consórcio terá uma série de serviços obrigatórios, chamados de preliminares para serem executados num período de um ano. Entre eles estão: limpeza da pista e acostamento; recuperação preliminar de pavimento; tratamento do canteiro central; restauração preliminar de artes especiais; complementação de dispositivo de proteção e segurança; recuperação de sinalização vertical e revitalização da horizontal; recuperação de passivos ambientais; limpeza e recuperação do sistema de drenagem e recuperação dos sistemas elétricos e iluminação.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte