Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Governo confirma corte de ponto de grevistas da Educação estadual
Os cortes começaram a ser feitos no primeiro dia de greve
13:30   29 de Maio, 2019
2d4cce1d5df3fec06564100e755d7220.jpg

Reportagem
Mato Grosso do Norte

O secretário de Planejamento e Gestão do Estado, Basílio Bezerra confirmou que o Governo está cortando o ponto dos grevistas da Educação, que paralisaram as atividades desde a segunda-feira, 27, por tempo indeterminado. 
Basílio afirmou que o Governo não vai acionar a Justiça para que a greve seja declarada ilegal. Ele explicou que agora quem tem que provar a legalidade da paralisação são os grevistas.
Conforme Mato Grosso do Norte apurou, o Governo iniciou o corte de ponto dos grevistas na segunda-feira, de forma imediata ao início da greve.

A declaração do secretário é baseada na prerrogativa de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2016 já foi analisada pela PGE. A medida do STF declara constitucional os desconto dos dias não trabalhados e pode ser usada pelo Palácio Paiaguás.

Em Alta Floresta, das 18 escolas estaduais, seis aderiram ao movimento grevista, 12 decidiram não paralisar as atividades, incluindo unidade indígena. De acordo com a Assessoria Pedagógica de Alta Floresta, aderiram à greve as escolas estaduais Dom Bosco, Ludovico da Riva, 19 de Maio, Furlani da Riva, Rui Barbosa e Jardim Universitário.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte