Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Análise: Jadson e Sornoza vão bem juntos e podem ser solução para o Corinthians contra o Flamengo
Dupla se destaca em vitória sobre o Deportivo Lara e pode ser mantida em decisão na terça-feira
13:47   31 de Maio, 2019
cf60889a27ef465c718d62cde6dc8a1d.jpg
Foto: Manaure Quintero/Reuters

 

Fábio Carille começou o ano disposto a usar Jadson e Sornoza como titulares do Corinthians. Porém, os dois nunca renderam o esperado quando atuaram juntos, e o técnico decidiu que eles brigariam pela mesma vaga na equipe.

Entretanto, a atuação na vitória por 2 a 0 sobre o Deportivo Lara pode fazer Carille mudar de ideia e apostar na dupla de meias na próxima terça-feira, em um dos jogos mais importantes do Corinthians até aqui no ano, contra o Flamengo, valendo vaga nas quartas de final da Copa do Brasil.

Na Venezuela, sem poder contar com Pedrinho, Mateus Vital e Ramiro, o treinador corintiano tinha duas opções:

  • Abrir mão de Vagner Love como referência do ataque e usá-lo na ponta direita, com a entrada de Gustagol na equipe;
  • Dar mais uma chance para Jadson e Sornoza juntos.

A segunda alternativa foi a escolhida, e o Timão foi a campo no seu esquema habitual, que varia do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1.

A formação deu certo. Depois de 20 minutos ruins, nos quais o Deportivo Lara controlou e teve chances de abrir o placar, o Corinthians equilibrou as ações do jogo e conseguiu balançar a rede. O gol de Júnior Urso saiu após cobrança de falta de Jadson.

O camisa 10 apareceu também no segundo gol, achando Fagner, que cruzou para Sornoza marcar pela primeira vez pelo Timão.

Com os dois meias juntos, o Corinthians ganha em qualidade nos passes e se torna ainda mais perigoso nas bolas paradas.

Por outro lado, aos 35 anos, Jadson não oferece tanta recomposição defensiva, o que pode ser letal diante do rápido Flamengo, que deve apostar nos contra-ataques na terça-feira, já que venceu o duelo de ida por 1 a 0.

Apesar da classificação com facilidade sobre os venezuelanos, o Corinthians permitiu 18 finalizações do adversário e só não foi vazado graças à boa atuação de Cássio e à falta de pontaria do Lara. Não dá para correr o mesmo risco no Maracanã.

Como também não dá para arriscar tirar Vagner Love da função de camisa 9, na qual ele tem rendido tão bem. Se Ramiro não tiver condições de enfrentar o Flamengo, restarão poucas alternativas à Carille.

Até então, Jadson e Sornoza tinham começado sete jogos juntos: os empates contra Santos, São Caetano e Racing, as derrotas para Guarani e Chapecoense, e as vitórias sobre Palmeiras e Ferroviário-CE. O histórico não é dos melhores, mas a última impressão foi positiva.

O Corinthians segue sem dar show, mas está cada vez mais encorpado. Já são quatro vitórias consecutivas, todas sem sofrer gols, a melhor sequência da equipe na temporada. De quebra, o Timão ainda conta com jogadores em grande fase, como Cássio, Fagner e Júnior Urso.

Pela vantagem obtida na primeira partida e por jogar em casa, o Flamengo ainda é o favorito para o duelo de terça-feira. Mas não muito.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte