Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Vereador Emerson Machado comenta arquivamento de denúncias no MPE
“Mais uma vez tentaram me atingir com calúnias, mas a verdade sempre prevalece”
13:05   07 de Junho, 2019
947b74db7a90d688f4392db84605d5a1.jpg

Assessoria
Câmara Municipal

O presidente da Câmara Municipal de Alta Floresta, vereador Emerson Sais Machado (MDB) comentou na manhã desta quinta-feira (06.06) a decisão da 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Alta Floresta, que arquivou o procedimento investigatório instaurado no dia 8 de fevereiro deste ano para apurar denúncias de supostas irregularidades ocorridas na Câmara de Vereadores de Alta Floresta, especialmente em relação à eleição da Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, reforma administrativa e reforma do gabinete da presidência e o fato do 0800. As denúncias chegaram ao Ministério Público Estadual através de uma carta anônima e por meio da Ouvidoria do Ministério Público Estadual (MPE).

Emerson Machado destacou que durante o processo de investigação atendeu todas as solicitações feitas pela Promotora de Justiça Carina Sfredo Dalmolin, inclusive determinando o envio de documentos que comprovam a transparência com que foi realizada a reforma administrativa e do gabinete da presidência da Casa de Leis.

Sobre a eleição da mesa diretora, Emerson Machado reiterou a decisão da representante do MPE, que concluiu, após análise das provas testemunhais, que as alegações não passaram de “meros rumores” de “ouvir dizer”, de “conversas dentro da casa legislativa” e, sobretudo, de divergências políticas, não havendo, elementos que confirmassem os fatos narrados na denúncia, não havendo informações mínimas que pudessem contribuir para as investigações.
Sobre o fato do “0800”, repercutido de forma caluniosa por algumas pessoas, Emerson Machado também destacou o posicionamento do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, que constatou não haver informações mínimas que pudessem contribuir para as investigações.
“Mais uma vez tentaram me atingir, com calúnias, mas a verdade sempre prevalece. Continuaremos trabalhando para o bem de Alta Floresta sempre priorizando a transparência e a lisura. Essa tentativa fracassada de denegrir a minha imagem não vai prejudicar o meu trabalho”, declarou.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte