Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Suposta fraude em empresa ligada a deputado
12:06   10 de Junho, 2019
c6ade1bc2eb61a3ec09dfca87d28a1d7.jpg

 

 

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso (Sinfra), Marcelo Oliveira, o Marcelo  Padeiro, abriu dois processos administrativos que podem anular o contrato entre o governo do Estado e a Morro da Mesa Concessionária S/A, responsável pela rodovia MT 130, no trecho de 122 quilômetros entre Rondonópolis e Primavera do Leste, região Sul do Estado.
 De acordo com publicação no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira, 7, Padeiro acata o pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e instaura "Processo Administrativo para apurar a eventual existência de motivos a ensejar a nulidade do procedimento licitatório da Concorrência Pública nº 014/2009/SETPU, por suposta fraude e ofensa ao caráter competitivo do certame", diz trecho do portaria.
 Em outra portaria, a Sinfra investiga "possível caducidade da concessão objeto do Contrato de Concessão".   suspensão do contrato com base na delação do ex-governador Silval Barbosa. 
De acordo com as investigações, em 2011, o deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), teria procurado o ex-governador Silval Barbosa para que o governo assinasse a concessão da rodovia e a autorização de cobrança de pedágio. Em contrapartida, o parlamentar teria pago R$ 7 milhões de propina ao ex-governador. Essas informações constam na delação de Silval, que diz ainda que parte do valor da propina foi pago pela Construtora Tripolo, que pertence a um filho do deputado, para Jurandir da Silva Vieira. 

 

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte