Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
PERFIL: Tábua de salvação
No elenco de “Malhação”, Mariana Santos conta como enfrentou síndrome do pânico
18:04   15 de Junho, 2019
198ded54cd6029e20b24c786abd26f58.jpg

por Caroline Borges

TV Press

Fotos: Divulgação/Globo 

                O humor é uma marca evidente de Mariana Santos. A atriz de 42 anos ficou bastante conhecida pelos personagens cômicos, mas também pela personalidade leve e descontraída que exibiu na bancada do “Amor & Sexo”. No entanto, apesar das características risadas, Mariana conviveu um longo período com as lágrimas. A atriz sofreu por muitos anos de Síndrome do Pânico. Além do longo tratamento psicológico, a intérprete da forte Carla de “Malhação” encontrou no trabalho uma forma de salvação. “A arte me salvou. Sair de casa era muito difícil, mas meu amor pelo teatro era tão grande que eu ia com pânico fazer peça. O palco era onde eu não tinha pânico. Engraçado, não é? Porque o palco é uma exposição tamanha. Muitas vezes fui trabalhar em pânico e chorando, mas, quando entrava na personagem, sorria. Sou uma pessoa muito forte”, lembra.

                Na atual temporada de “Malhação”, Carla é viúva e mãe de Raíssa e Thiago, interpretados por Dora de Assis e Danilo Maia. Acolhe a protagonista Rita, papel de Alanis Guillen, em sua casa, em Duque de Caxias, quando a jovem decide se mudar para procurar a filha. Cheia de iniciativa, comunicativa e mandona, Carla sustenta os filhos em uma situação financeira apertada. “A Carla é uma personagem com humor, mas com uma densidade muito grande. Ela é uma mulher guerreira, que perdeu o marido vítima de violência e cria dois filhos sozinha. Ou seja, ela tem o drama dela. Carla é uma mulher prática, objetiva e que comanda as próprias coisas”, defende. Ao longo dos capítulos, Carla também irá se envolver em triângulo amoroso. A personagem será disputada por Madureira e Marco Rodrigo, vividos por Henri Castelli e Julio Machado. “A Carla não pensa mais em casamento. No entanto, ela será disputada por dois homens muitos feios (risos). Estou muito mal”, brinca.

                Em seus primeiros encontros com o elenco de “Malhação”, Mariana logo se identificou com os atores que fariam seus filhos na ficção. “Olha o que essa profissão dá para a gente. Não sou nem mãe e interpreto mãe de dois adolescentes. Quando os vi pela primeira vez, já olhei com olhar de mãe. Não confundo, lógico. Sei que é ficção, mas a gente desenvolve um outro olhar, se apega. É incrível”, ressalta Mariana, que acredita na identificação do público com a personagem. “A Carla é uma mulher forte e que sobrevive a cada dia como muitas mulheres. Existe uma identificação, sim”, completa.

                Natural do Rio de Janeiro, Mariana ganhou repercussão na tevê ao participar do extinto “Zorra Total”. No entanto, viu sua vida mudar realmente ao integrar a bancada do “Amor & Sexo”. No ano passado, ela participou da última temporada da produção comandada por Fernanda Lima. Apesar de não saber sobre o futuro do projeto, Mariana acredita que o programa tenha força para seguir na grade. “É um programa que mudou minha vida. É uma produção relevante e que veio crescendo e amadurecendo com o tempo. Não sei se terá outra temporada. Ninguém me disse nada, mas um dia voltará provavelmente. Se não for esse ano, no próximo. Um programa desses não pode acabar”, torce.

 

Maternidade de coração

                Mãe de dois adolescentes na ficção, Mariana Santos tem opiniões bem definidas sobre a maternidade. Sem qualquer cobrança para se tornar mãe, a atriz não pretende engravidar, mas adotar em algum momento. “Tenho uma relação maternal com muitas coisas, como minha família, amigos e a vida. Acho que meu filho está por aí, mas não vai sair daqui (de seu ventre). Desde pequena me imagino adotando. Nunca me imaginei grávida. Ele vai chegar. Nunca tive pressa para nada. Não tenho essa cobrança para ser mãe”, afirma.

                Desde 2016, Mariana é casada com o produtor de teatro Rodrigo Velloni. Morando em São Paulo, a atriz tem encarado a ponte-aérea Rio-São Paulo constantemente para gravar nos Estúdios Globo, na Zona Oeste do Rio. “Ele é ótimo. É o amor da minha vida. Fico dependendo do roteiro para ver as folgas que posso ir para São Paulo. Mas ele também vem bastante para o Rio”, explica.

 

Instantâneas

# Em 2017, Mariana deixou o elenco do “Zorra” para viver a vilã Maria Pia na novela “Pega-Pega”.

# A partir do sucesso do casal Maria Pia e Malagueta, interpretados por Mariana e Marcelo Serrado em “Pega-Pega”, a dupla acabou comandando o programa “Espaço Para Dois”, do GNT.

# Em 1999, Mariana se formou em Pedagogia.

# Recentemente, Mariana encarou seu primeiro monólogo: “Só de Amor”. “Eu escrevi e meu marido dirigiu e produziu. A gente se conheceu trabalhando. É bom trabalhar ao lado de quem você confia e ama”, elogia.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte