Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Derrota do decreto de armas pode ser revertida em plenário
12:33   17 de Junho, 2019
9d34de17ed8e0d7b63feb83809b8633c.jpg
Foto: agencia senado

Assessoria

A senadora Selma Arruda (PSL) avalia que será possível reverter a derrota do presidente Jair Bolsonaro em relação ao decreto que flexibiliza o porte de armas.
Selma aponta que a intenção do Governo é garantir o direito do cidadão de bem” ter uma força equiparada a dos que cometem crimes. “O Senado não entendeu desta forma e votou contrário ao relatório. Imagino que no plenário ainda temos condições de reverter essa votação, porque esperamos que as pessoas reflitam de forma mais profunda e acordem para esta triste realidade que é os cidadãos de bem estarem desarmados à mercê dos criminosos. Nós atrás das grades, desarmados e eles soltos e armados”.
O decreto das armas sofre o que a base teme que aconteça com as demais alterações legislativas que vem sendo editadas pelo presidente por meio Medidas Provisórias, a exemplo da MP 881/2019, que permite o comércio abrir as portas em qualquer dia da semana e horário. Isso porque, com prazo de 120 dias para serem apreciadas pelo Congresso, as mudanças podem caducar sem serem apreciadas pelo Parlamento.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte