Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Everton se isola de "rumores", mas adota tom de despedida na Arena: "Gratidão"
Atacante do Grêmio pede para não ser avisado sobre clubes interessados e diz que decidirá futuro apenas após a Copa América
14:34   28 de Junho, 2019
829623a823d9be54c4b407a9b8a02944.jpg
Foto: Vinícius Costa/BP Filmes.

 

Bastou dar o primeiro toque na bola para Everton ser ovacionado pela torcida nesta quinta-feira, na Arena do Grêmio, na vitória do Brasil nos pênaltis sobre o Paraguai, após o empate em 0 a 0 no tempo normal, pelas quartas de final da Copa América. Com a vaga na semifinal garantida, o novo titular de Tite voltou a deixar seu futuro aberto após a competição.

E chegou a adotar um discurso em tom de despedida do Grêmio, ao passar pela zona mista do estádio. Em entrevista após a partida, o atacante afirmou que pediu a seus representantes que não lhe repassassem informações sobre eventuais ofertas. Mas também se disse grato por tudo o que viveu pelo Tricolor.

– Se for ou não (a despedida), sempre procurei honrar a camisa do Grêmio. Tenho uma gratidão a esse clube. Mais feliz porque pude retribuir tudo o que apostaram em mim. Ainda vamos decidir as coisas. Falei para pessoas ligadas a mim que se chegasse alguma proposta aqui na Copa América, que me deixassem tranquilo para manter o foco aqui – disse o atacante.

A cada dia mais valorizado – especialmente após virar xodó de Tite na Seleção – Everton admite que ouve "rumores" sobre clubes interessados, mesmo blindado de qualquer oferta concreta. Conforme apurado pelo GloboEsporte.com, não há ofertas oficiais pelo jogador.

Antes da Copa América, o estafe do atleta recebeu uma sinalização do Manchester City, disposto a desembolsar 30 milhões de euros (R$ 131,1 milhões). Mas não foi para o papel. O Grêmio diz que aceita começar a negociar a venda do atacante por 40 milhões de euros (R$ 174,8 milhões).

O clube inglês monitora o atacante desde as categorias de base e, com o aval de Pep Guardiola, já mandou olheiros para acompanhá-lo até fora do país, pela Libertadores. Manchester United, Borussia Dortmund, Milan e, mais recentemente, o Bayern de Munique, também têm o atacante em seu radar.

– Pedi para que não me fosse falado nada para não ficar com foco em outras coisas. Para focar na seleção. É uma competição de muita visibilidade. A gente acaba ouvindo rumores. A gente não sabe se é verdade. Como falei, se for ou não, eu dei meu melhor aqui no Grêmio – afirma o atacante.

Classificado à semifinal, o Brasil aguarda o vencedor de Argentina x Venezuela para conhecer seu adversário. A Seleção enfrenta os hermanos ou a Vinotinto às 21h30 da próxima terça-feira, no Mineirão

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte