Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
Governo brasileiro já liberou 239 agrotóxicos este ano
12:07   08 de Julho, 2019
f0ce0f2f09a1a308120c0a633315c8be.jpg

 

 

No final do mês de junho, o governo liberou o uso de mais 42 novos agrotóxicos, totalizando só este ano 239 novos pesticidas no mercado. Ao todo, já são mais de 2 mil produtos disponíveis para serem usados nas lavouras brasileiras. De acordo com a Organização das Nações Unidas, o Brasil é o país que mais gasta com agrotóxicos.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2000 e 2012, o uso de agrotóxicos no país dobrou. E dados do Ministério da Saúde, entre 2007 e 2014, apontam que o país registrou cerca de 25 mil ocorrências por intoxicações por essas substâncias.
Para o Biólogo Giuseppe Puorto, membro do CRBio-01 – Conselho Regional de Biologia, a liberação dessas substâncias merece total atenção, em que o principal interesse seja a saúde das pessoas. “É indispensável avaliar com muito cuidado quais são os limites de segurança desses produtos e o verdadeiro risco que oferecem à saúde dos homens. 
Tanto dos trabalhadores, que operam com essas substâncias, como também da população em geral, que consome os alimentos”, diz Puorto, que lembra ainda que os agrotóxicos têm provocado a morte de milhões de abelhas no Brasil, além de outros impactos ambientais. 
De maneira geral, a população deve ficar atenta aos riscos da ingestão de alimentos contaminados e tomar todos os cuidados necessários para consumi-los com maior segurança possível. 
Dicas de como garantir uma boa higienização dos alimentos:
- No caso de vegetais como alface, escarola e agrião, por exemplo, lave folha por folha, criteriosamente;
- Para vegetais, como pimentão e abobrinha, ou frutas, como maçã, lave a casca preferencialmente com a ajuda de uma bucha usada apenas para esse fim;
- Coloque os alimentos de molho em água clorada (tem um produto à base de hipoclorito de sódio, à venda em supermercados), por até 30 minutos; Após esse tempo, volte a lavar os alimentos em água corrente para eliminar resíduos flutuantes;
- Se não for consumi-los imediatamente, seque os alimentos, coloque em sacos plásticos apropriados e os guarde na geladeira.

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte