Jornal MT Norte
Publicidade
         
                
MADEIRA 4.0 | Desenvolvimento sustentável do negócio florestal, consultorias e oficinas de gestão financeira
Iniciou na noite de quarta-feira, 17, mais uma ação do Projeto Madeira 4.0 em parceria SIMENORTE, CIPEM e SEBRAE com a oficina de Gestão Financeira
13:06   19 de Julho, 2019
4ab6aa37131608bfb27c9609e7b93aed.jpg

Assessoria
Simenorte

Com o objetivo de acompanhar a tendência mundial da Indústria 4.0, o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso – CIPEM - juntamente com os sindicatos associados e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE/MT - criaram o Programa Madeira 4.0. 
A oficina de Gestão Financeira e as Consultorias fazem parte desse Projeto. É totalmente direcionado às empresas associadas ao Sindicato dos Madeireiros do Extremo Norte de Mato Grosso – SIMENORTE. O foco é alicerçar o desenvolvimento da gestão empresarial, orientar a melhoria da qualidade de processos e produtos, fomentar a participação das empresas no mercado e principalmente, auxiliar no controle e estabilidade financeira dos empresários. Através da consultoria in loco, o empresário contará com o apoio do consultor do SEBRAE para estabelecer metas que garantam a manutenção e o aumento da margem de lucro da empresa.
As oficinas se estendem até o dia 19 de julho com o apoio do contador do SEBRAE de Alta Floresta, Xerxes Ricardo Alberti e o consultor Renato Vieira. 
Ednei Blasius, Presidente do SIMENORTE, relatou que a dinâmica desse trabalho, foi elaborada com o intuito de buscar melhorias para as empresas associadas ao SIMENORTE, sem custos aos empresários com um diferencial da consultoria presencial, individual, elaboração de diagnósticos, os quais já estão sendo realizados. Capacitações como as Oficinas de Gestão Financeira. “Melhorando a gestão, a produção melhora junto”.
O CIPEM tem como perspectiva oferecer aos empresários, o que há de mais moderno em gestão empresarial de negócios e qualidade de produtos, resultando no melhor atendimento do mercado consumidor.
Mato Grosso possui cerca de 6 mil empreendimentos florestais, sendo, aproximadamente, 1.600 indústrias e comércios. Juntas, elas movimentam a economia de 44 municípios, gerando 90 mil empregos diretos e indiretos em toda a cadeia de produção. 

Em 2018, o setor movimentou, aproximadamente, R$ 2 bi em vendas de produtos florestais, recolhendo aos cofres públicos do Estado mais de R$ 53 mi em Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e mais de R$ 23 mi oriundos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). (dados Sefaz-MT).

 
COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte