Jornal MT Norte
Publicidade
Carlos Sainz Jr. faz seu primeiro teste como piloto da Ferrari com carro da temporada 2018
Por regulamento, equipes só podem treinar fora das atividades oficiais da F1 com carros de dois anos antes; espanhol andou na pista particular da equipe, em Fiorano
10:23   27 de Janeiro, 2021
a632b0705c83bc287a5dbecb166bab3b.jpg
Foto: Divulgação

Por Redação ge — Fiorano, Itália

Contratado como piloto titular da Ferrari para a temporada 2021 da Fórmula 1, o espanhol Carlos Sainz Jr. realizou nesta quarta-feira seu primeiro teste com um carro da escuderia italiana. Substituto do tetracampeão Sebastian Vettel, o espanhol de 26 anos pilotou o modelo SF71H da temporada de 2018 na pista particular da Ferrari, em Fiorano, próximo à sede de Maranello.

Sainz não teve como guiar o carro usado no campeonato do ano passado. Isso porque o regulamento da Fórmula 1 exige que as equipes usem modelos de dois anos antes em qualquer atividade que não esteja no cronograma oficial de pré-temporada - em 2021, diferentemente dos anos anteriores, nos quais os testes foram realizados na Espanha, as atividades serão feitas no Barein, no começo de março.

Na verdade, este treino serve para Sainz começar a se habituar à posição de seu banco no cockpit da Ferrari e também aos comandos do volante, estes sim os mesmos do carro da última temporada. Nos demais dias até a pré-temporada, o espanhol continuará atuando no simulador como já vinha fazendo desde que iniciou seus trabalhos no time.

Filho do bicampeão mundial de rali Carlos Sainz, o espanhol está na Fórmula 1 desde a temporada de 2015. O piloto já disputou 119 grandes prêmios pelas equipes STR, Renault e McLaren, tendo registrado dois pódios e uma volta mais rápida. No ano passado, Sainz foi o segundo colocado no GP da Itália e o sexto no campeonato, mesma posição de 2019.

A temporada 2021 da Fórmula 1 começa no dia 28 de março com o GP do Barein. Sainz terá como companheiro de equipe o monegasco Charles Leclerc, que está na Ferrari há dois anos.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte