Jornal MT Norte
Publicidade
Palmeiras perde e adia sonho do título mundial
Na equipe do Palmeiras, Weverton e Rony foram os melhores
10:00   08 de Fevereiro, 2021
be7bbd38483531beb608e38762b3ee63.jpg
Foto: Karim JAAFAR AFP

Gazeta Esportiva

O sonho do Palmeiras de conquistar o Mundial de Clubes teve de ser adiado e a tão aguardada final contra os alemães do Bayern de Munique não irá acontecer. Na tarde deste domingo, oito dias após sagrar-se bicampeão da Copa Libertadores, o Verdão foi derrotado por 1 a 0 pelo Tigres, do México, no estádio Cidade da Educação, no Catar, na semifinal do torneio da Fifa. 
O gol foi marcado pelo atacante francês Gignac, em cobrança de pênalti no início do segundo tempo. O goleiro Weverton, o melhor jogador alviverde na partida, até acertou o canto do chute, mas não conseguiu defender. Durante o jogo, o time paulista não conseguiu manter o controle da bola e levou pouco perigo ao gol do time mexicano.

No total, o Palmeiras, segundo o SofaScore, teve a bola em 50% do tempo e finalizou sete vezes, porém, apenas em um dos casos a bola foi em direção ao gol. Durante o jogo, o Verdão ainda marcou um gol, porém, ele foi anulado devido à posição de impedimento do ataque palmeirense.

Por outro lado, o Tigres acertou quatro chutes no gol, mas parou em Weverton em todos eles. O gol mexicano foi marcado em uma penalidade máxima. Na equipe do Palmeiras, Weverton e Rony foram os melhores. 
Além da chance de disputar título mundial, o Verdão perdeu uma boa grana em premiação. A Fifa paga 4 milhões de dólares ao segundo colocado e 5 milhões de dólares ao campeão. Caso fique com o terceiro lugar, o time brasileiro receberá 2,5 milhões de dólares (R$ 13,4 milhões na cotação atual). O quarto leva 2 milhões de dólares (cerca de R$ 10,7 milhões).
O Palmeiras segue no Catar e volta a campo na quinta-feira, na disputa pelo terceiro lugar. Às 12h (de Brasília), o Verdão encara o perdedor do duelo entre Al Ahly, do Egito, e Bayern de Munique, que acontece nesta segunda-feira


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte