Jornal MT Norte
Publicidade
Flamengo vence o Palmeiras nos pênaltis e conquista a Supercopa
Depois de virar e sofrer empate no tempo normal, Rubro-Negro vira de novo nos pênaltis e levanta taça
09:47   12 de Abril, 2021
d6e7369883252032d33d5c53ad09bb37.jpg
Foto: Alexandre Vidal Flamengo

GE

Golaços, viradas, polêmica, expulsão de treinador, clima quente, disputa de pênaltis, goleiros em destaque. Em um jogão com todos os ingredientes dignos de uma final, o Flamengo venceu o Palmeiras nas penalidades por 6 a 5 neste domingo, após empate por 2 a 2 no tempo normal, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e conquistou o título da Supercopa 2021 (decisão entre o campeão brasileiro e o da Copa do Brasil do ano passado). Raphael Veiga marcou os dois gols do Verdão no jogo. 
Pelo Rubro-Negro, Gabigol e Arrascaeta anotaram. Na disputa de pênaltis, Diego Alves e Weverton brilharam, mas deu Rubro-Negro nos alternados com o último gol de Rodrigo Caio. Quem é melhor time do Brasil? Pelo resultado, podem até dizer que o campeão. Mas o fato é que Flamengo e Palmeiras têm tudo para, mais uma vez, dominar o protagonismo na temporada.
O Flamengo levou a melhor sobre o Palmeiras na decisão e venceu por 6 a 5. Pelo Palmeiras, Raphael Veiga, Gustavo Gómez, Gustavo Scarpa, Viña, Gabriel Veron fizeram os gols. Luan, Danilo, Gabriel Menino e Mayke erraram. Pelo Flamengo, Arrascaeta, Vitinho, Gabigol, João Gomes, Michael e Rodrigo Caio marcaram. Filipe Luís, Matheuzinho e Pepê erraram.
O Flamengo levou R$ 5 milhões pelo título da Supercopa. O valor é o mesmo recebido em 2020, quando o Flamengo venceu o Athletico-PR. Desta vez, mesmo sem receitas com bilheteria, a CBF decidiu manter o patamar da premiação.

No orçamento de 2021, o Flamengo prevê receber R$ 130 milhões na linha de performance e premiação de direitos de transmissão.

O clube projeta chegar às semifinais da Libertadores e da Copa do Brasil e ficar, pelo menos, em segundo lugar no Campeonato Brasileiro.
O Palmeiras levou também uma premiação pelo vice, foram R$ 2 milhões. 


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte