Jornal MT Norte
Publicidade
Carreata faz manifesto contra o hospital Santa Rita
Familiares de pessoas que morreram de covid e que estavam internadas no hospital, cobram providências das autoridades
09:56   26 de Abril, 2021
c7e2060a325864650144d571af50b6ff.jpg

Reportagem
 Mato Grosso do Norte

Uma grande carreata de protesto contra o hospital Santa Rita, de Alta Floresta, foi realizada na tarde de sábado, 24, com a participação de familiares que tiveram seus entes queridos e amigos internados no Hospital e que foram à óbito, e também com a participação de pessoas solidárias, que apoiam o movimento.
O Hospital Santa Rita é alvo de uma série de denúncias feitas pelo médico Wagner Miranda, que trabalhava no local e é sobrinho do dono da unidade hospitalar. 
Um grande número de carros e motos participou da manifestação, que foi conclamada pelo advogado Jiuvani Leal. Ele teve sua mãe [dona Jeni Leal] e uma irmã, vítimas de covid-19 e que faleceram enquanto estavam internadas no hospital Santa Rita, que é conveniado com o SUS – Sistema Único de Saúde- para atender pacientes com a doença.
Os manifestantes clamam por justiça e pedem providências das autoridades para que o contrato do Hospital com o município de Alta Floresta, seja suspenso e que os pacientes sejam transferidos para outros hospitais, que possam ser equipados com leitos de UTIs. 
O prefeito de Alta Floresta, Chico Gamba, participou da manifestação e declarou apoio a causa defendida polos manifestantes. O prefeito se comprometeu em ajudar a encontrar uma solução para o problema. 

Jiuvani Leal comentou em sua rede social, que se sentiu feliz com o apoio que a carreata recebeu e pela manifestação voluntária da população. “O povo mostrou para as autoridades que a população quer uma solução. Quero agradecer a todos que participaram de forma voluntária e ajudaram na organização da carreata”, disse.
Ele também agradeceu a participação do prefeito Chico Gamba e o parabenizou pela atitude. 
A ideia é transferir os leitos de UTI do hospital Santa Rita para o hospital regional de Alta Floresta. Para isso, está sendo formada uma comissão, com participação de autoridades dos 6 municípios da região e representantes da sociedade, para tratar da questão junto ao governo estadual.   


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte