Jornal MT Norte
Publicidade
MT já teve mais de 740 mil hectares de áreas atingidas por incêndios
Área incendiada em Mato Grosso em 2021 já é quase cinco vezes o tamanho de São Paulo
10:16   21 de Julho, 2021
c9d34b071787943e7e9f20146342c6f6.jpg

Assessoria
ICV

Com um cenário alarmante provido pelos números de focos calor no primeiro semestre, o estado de Mato Grosso já teve mais de 740 mil hectares de áreas atingidas por incêndios florestais neste ano. A área equivale a cerca de cinco vezes a do município de São Paulo.
Do total, 76 mil hectares foram atingidos no período proibitivo do uso de fogo, iniciado no 1º de julho, e somam o equivalente a 10% de toda a área queimada.
Os dados se referem ao período de janeiro ao dia 13 de julho e a estimativa é de análise do Instituto Centro de Vida (ICV) com base em dados da plataforma Global Fire Emission Database (GFED)/NASA (National Aeronautics and Space Administration).
Do total incendiado no estado em 2021, a Amazônia lidera entre os biomas com 479,9 mil hectares atingidos, o equivalente a 65% do total. É seguida do Cerrado, com 243,9 mil (33%) e do Pantanal, com 16,7 mil hectares (2%).
Como nas últimas análises de incêndios florestais mostradas pelo ICV, a categoria fundiária com maior incidência de áreas atingidas foi de imóveis rurais inscritos no Cadastro Ambiental Rural (CAR), responsável por 66%.
É seguida das terras indígenas (TI), com 14%, e dos assentamentos rurais, com 10%. Apesar das unidades de conservação (UCs) abrigarem 1% do total atingido pelo fogo em Mato Grosso neste ano, apenas uma área protegida foi responsável por 36% da área atingida em UCs.

Área incendiada em Mato Grosso em 2021 já é quase cinco vezes o tamanho de São Paulo

O Parque Estadual Cristalino II, também localizado na região amazônica, teve mais de 2 mil hectares de seus mais de 180 mil hectares afetados.
O uso do fogo é associado ao manejo de pastagens e para limpeza de áreas recentemente desmatadas para uso agropecuário. As chuvas reduzidas, em associação aos fortes ventos, altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar “são características que configuram um cenário de alto risco para este ano Do 1º ao dia 13 de julho, a plataforma da NASA mostra que foram 76 mil hectares incendiados no estado, o equivalente a mais de cem campos de futebol.


 

Compartilhe nas redes sociais

COMENTÁRIOS
© Copyright 2014 Jornal Mato Grosso do Norte